• Hoje é: quinta-feira, outubro 17, 2019

IFSul prepara atividades para a comunidade no dia 25

Olá Jornal
setembro14/ 2019

O campus do Instituto Federal Sul-riograndense (IFSul) em Venâncio Aires estará de portas abertas para a comunidade no dia 25 de setembro. A proposta é de receber os venâncio-airenses para mostrar a estrutura, pesquisas e ações desenvolvidas pela escola técnica federal. O momento serve também para mostrar a importância das pesquisas desenvolvidas no instituto e os riscos de paralisação após o contingenciamento de recursos. No mesmo dia todos os 14 campus da instituição estarão realizando a atividade “IFSul mostra a sua cara”.

A forma como cada câmpus irá receber a comunidade ainda está sendo definida, mas os objetivos são comuns a todos: dedicar um momento exclusivo para prestar contas à sociedade sobre as ações do instituto e dar um panorama sobre a situação da unidade no atual contexto. O evento foi proposto e aprovado na última reunião do Conselho Superior (Consup), realizada no câmpus Camaquã.

Segundo a direção do campus local, deverão ser realizadas visitas guiadas na estrutura do campus, apresentação de trabalhos e atividades desenvolvidas ao longo do ano. Além disso, apresentações culturais devem integrar a programação na quarta-feira, 25.

Embora a instituição tenha diversas formas de controle social, sujeita à fiscalização constante de órgãos de controle, por exemplo, entende-se que grande parte da comunidade externa à Instituição ainda desconheça muito do que é feito no IFSul. Assim, é importante que se busquem maneiras de tornar acessíveis as ações desenvolvidas em ensino, pesquisa e extensão, apresentando projetos, números, objetivos e, também, as dificuldades enfrentadas.

ORÇAMENTO
O IFSul tem enfrentado dificuldades para manter serviços e atividades por conta dos cortes feitos pelo Ministério da Educação. O contingenciamento alcança 37% do orçamento anual da unidade local. Serviços de vigilância, limpeza e manutenção, que são terceirizados, poderão ter os contratos rompidos se o valor “congelado” não for liberado. Bolsas e programas de assistência foram descontinuados após os primeiros atrasos nas contas do instituto. A previsão é de novos cortes a partir do mês de outubro.