Hospital chega aos seus 83 anos com objetivo de melhorar a gestão

Olá Jornal
julho21/ 2018

Neste domingo, 22, o Hospital São Sebastião Mártir (HSSM) completa 83 anos de história com diversos desafios. A entidade fundada em 1935, nos últimos anos tem buscado soluções para a crise financeira que enfrenta. A situação exige não só da equipe técnica da casa de saúde, mas também do poder público que vê na unidade hospitalar o seu principal aliado no suporte à vida.

Segundo com o presidente do HSSM e médico, Oly Pedrinho Schwingel, neste ano uma assessoria de gestão especializada em hospitais está auxiliando a entidade para ajudar a mudar a situação que o hospital vive atualmente, no fluxo de caixa e atrasos em repasses governamentais.

“Queremos ver o que está errado no nosso plano de organização e porque na prática não está funcionado. Estamos procurando mudar e fazer as coisas certas, para conseguir melhorar a situação do nosso hospital”, afirma Schwingel

O hospital desde o seu início já passou por diversas dificuldades. “Apesar dos cenários difíceis já enfrentados, os funcionários e a população nunca desacreditam no hospital e não deixaram ele descumprir a sua missão, que é cuidar dos pacientes, e esse continua sendo nosso objetivo”, explica.

Além dos moradores de Venâncio Aires, o HSSM presta atendimento também para pacientes dos municípios de Mato Leitão, Passo do Sobrado e Vale Verde.

PARCEIRA
Assim como para os cidadãos que procuram na maior casa de saúde da microrregião o suporte necessário para tratar doenças. O poder público venâncio-airense vê nesta relação o seu principal aliado na gestão do acesso público e gratuito à saúde de qualidade. “O nosso hospital tem uma qualidade técnica superior para municípios do porte de Venâncio. Além da estrutura, o corpo clínico é referência. Esta parceria entre Prefeitura, municípios da região e comunidade fazem a diferença para completar o sistema de saúde público,” explica o secretário municipal da saúde, Ramon Schwengber.

LAÇOS
O gestor público destaca que a relação entre a Prefeitura de Venâncio Aires e a direção do HSSM como ponto fundamental para a permanência de serviços. “Sempre buscamos mais e vamos na medida do possível colaborar para aprimorar os serviços de forma conjunta. Essa relação sempre vai existir. Por isso, este ano garantimos aumento de 22% nos repasses próprios do Município para o hospital,” argumenta Schwengber.

FUTURO
Entre os desafios apontados pelo poder público, além da gestão financeira, está o setor de Pronto Atendimento. O aumento da capacidade estrutural e de atendimentos é uma das demandas atuais. “Mas isso precisa ser algo muito planejado e com suporte de toda a rede básica de atendimento,” comenta.

ONCOLOGIA
Um dos desejos do atual governo também de garantir no hospital um núcleo de atendimento oncológicos, com o objetivo de reduzir viagens de pacientes. Atualmente a referência para este tipo de atendimento é o Hospital Ana Nery. Entretanto, a legislação federal não permite este tipo de serviço fora do hospital credenciado. Lideranças políticas buscam esta alteração para garantir uma nova oferta de serviço no HSSM.