Granizo nas lavouras de tabaco é maior nesta safra

Olá Jornal
novembro14/ 2019

As precipitações de granizo nesta safra superam as verificadas no mesmo período da safra passada. Segundo o gerente técnico da Afubra, Paulo Vicente Ogliari, até o momento foram atingidas 12.839 lavouras contra 10.511 da safra anterior.

Ele afirma que as regiões de Santa Cruz e Vale do Sol foram menos atingidas mas áreas de SC e PR tiveram prejuízo muito alto pois não estavam com tabaco desenvolvido e, por isso, a indenização desse ano será superior ao mesmo período do ano passado. A chuva também tem prejudicado as plantas. “O excesso de chuva está prejudicando o desenvolvimento muitas lavouras com água empoçada e podem perder a lavoura”.

Ainda restam mais de três mil atendimentos a serem realizados. Ogliari explica que houve um atraso no atendimento devido as condições climáticas adversas e também porque os avaliadores estavam trabalhando em SC e PR, mas que não haverá problema, basta o produtor seguir o regulamento deixando as vergas de amostra.

Em relação às exportações, segundo gerente técnico da Afubra, o resultado é positivo visto que já foram exportadas 469 mil toneladas contra 365 mil toneladas no mesmo período do ano passado. No entanto, o valor comercializado está menor, US$ 3.97, quando ano passado era de US$ 4.03. “É um alento para o produtor porque as empresas estão desovando o seus estoques e quando eles forem comercializarem a produção será bom porque as empresas precisarão do tabaco,” avalia Ogliari.