• Hoje é: sábado, junho 24, 2017

Gato Olávo solta o verbo. Confira a coluna deste sábado, 1º de abril

Guilherme Siebeneichler
abril03/ 2017

VEM PRA CÁ
Em tempos de baixa na economia nacional, desemprego e falta de receitas, as prefeituras estão atrás de novos investimentos. Não só de empréstimos para obras ou construções. Aqui na Capital do Chimarrão um grupo corre em busca de empresas que queiram se instalar no município. O trabalho alia diversas secretarias, em especial a de Desenvolvimento Econômico e Turismo. Nesta semana o prefeito Giovane Wickert articulou visitas de representantes do município a uma grande rede de lojas catarinense. O grupo tem sinalizado novas unidades em todo o país e a ideia é oferecer a localização venâncio-airense, bem como, a área do novo Distrito Industrial, no entorno do presídio. Por falar nessa área, o projeto tem andado e a expectativa do prefeito é de garantir a formalização do repasse da área de 90 hectares até o fim do primeiro semestre. Depois de cinco anos, esse prazo é até difícil de acreditar. Tomara que se conclua.

FALA VEREADOR
Nos bastidores da Câmara de Vereadores havia uma proposta de excluir a regra de dois Apartes durante o período de comunicações. Atualmente cada parlamentar que ocupa a tribuna pode liberar intervenções de colegas em duas oportunidades, por até dois minutos, sem descontar o tempo geral de comunicação. Agora o vereador Eduardo Kappel (PP) propõe nova modificação no Regimento Interno. Pela proposta do progressista, o Aparte segue valendo para dois vereadores sem perder a contagem de tempo regular do orador da tribuna. Porém, o parlamentar sugere a liberação de outros dois Apartes, esses sim com perda de tempo na fala do vereador. Atualmente cada parlamentar possui cinco minutos de tempo para comunicações, salvo os líderes de bancada, que possuem sete minutos. A sugestão de alteração de Kappel foi assinada por todos os demais colegas.

QUE FEIO
Venâncio Aires tem sido exemplo na união de forças sindicais contra as reformas do governo federal. Por aqui foi criado o Comitê Suprasindical envolvendo seis entidades representantivas da classe trabalhadora. No próximo dia 8 de abril a comunidade é convidada a participar a partir das 8h30min na praça Evangélica de mobilização. Porém, é preciso o envolvimento da população, para garantir força. Sabe que político tem medo das reações do povo, não é? Por isso a comunidade precisa demostrar o seu envolvimento. Um fato tem chamado atenção durante as caminhadas no centro para distribuição dos materiais da campanha. Muitas pessoas pegam o folheto e a poucos metros jogam no chão. Isso mesmo, não é nem na lixeira, é na calçada. Feio e chato com o movimento organizado pelas entidades sindicais. Nós estamos acompanhando tudo, bem de perto.

INDIGNAÇÃO
“Respeito”, essa foi a palavra de ordem na assembleia e posterior carreata dos servidores públicos municipais em pressão as medidas de desacordo da Prefeitura, sobre o reajuste da categoria. A indignação do Sindicato com o Executivo, sobrou até para direção da Associação de Servidores Municipais de Venâncio Aires (Asmuva), que não se manifestou em apoio a categoria. Traição, perseguição, confiança e repúdio foram palavras usadas contra o governo Wickert, que vai precisar remediar!

Tags:,