• Hoje é: segunda-feira, outubro 15, 2018

Festival Internacional de Música inicia nesta sexta-feira em Santa Cruz

Guilherme Siebeneichler
março16/ 2017

A partir desta sexta-feira, 17 de março, às 19h30, a comunidade santa-cruzense e regional poderão assistir ao Festival Internacional de Música de Santa Cruz do Sul (FIM). O evento vai contar com a participação de músicos, compositores e intérpretes de várias regiões, que vão mostrar canções inéditas de diversos estilos musicais. “A diversidade é a grande marca do Festival, que busca reviver os grandes  festivais realizados no município na década de 80”, destaca o presidente  da Associação de Entidades Empresariais de Santa Cruz do Sul (Assemp), Flavio Bender. A iniciativa, que acontece no Ginásio Poliesportivo, Parque da Oktoberfest, com entrada franca nos três dias, vai até o domingo, 19, quando serão conhecidos os grandes vencedores da competição. O FIM é um projeto cultural com promoção e realização da Assemp, patrocínio da Philip Morris Brasil e financiamento do Sistema Pró-Cultura LIC-RS.

Conforme o gerente executivo da Assemp, Marcos Nobre, para esta edição do FIM foram selecionadas 20 músicas, sendo 10 canções para a fase Regional, que ocorre nesta sexta-feira, e 10 para a Nacional, no sábado, sempre a partir das 19h30. “Estamos ansiosos para esta primeira edição do festival.  Esperamos que a comunidade prestigie mais esta iniciativa de cunho cultural liderada pela Assemp”, destaca Nobre. Para o coordenador do júri, Evelter Tudendi Corrêa, as canções são de muita qualidade. “Vai ser uma tarefa difícil para os jurados escolherem as melhores”, completa.  O corpo de jurados, que também foi responsável pela triagem das mais de 60 composições inscritas, é composto por profissionais com nomes de relevância no cenário musical e com formação acadêmica em música: Leandro Schaefer, Sandra Mohr, Evelter Tudendi Corrêa e Abilio Piovesan. Nobre ainda salienta que o objetivo é realizar uma edição do festival a cada ano, incluindo o FIM no calendário cultural do município. Ainda fazem parte do projeto a confecção e distribuição gratuita de mil CD’s e mil DVD’s.

FESTIVAL

A Abertura do FIM acontece na sexta-feira, 17, a partir das 19h30, com show da Banda do 7º Batalhão de Infantaria Blindado (BIB) e a apresentação das 10 composições classificadas concorrentes na fase Regional, municípios pertencentes aos Vales do Rio Pardo e Taquari. São elas: Tchau (Samba Pagode) – por Geison Rafael Queiroz do Santos de Santa Cruz do Sul; Contrabandeando Milonga (Milonga) – por Chico Luiz e Luiz Carlos Ranoff de Santa Cruz do Sul; A Sua Verdade (POP) – por Gustavo Sehnem de Santa Cruz do Sul; Quando Você Chegar (POP Romântico) – por Leandro Ernesto da Silva de Passa Sete; A Queixa do Campo (Milonga) – por Gilmar Batista Josemar Dias e Tiago Souza de Vera Cruz; Olho de Vidro (POP Rock) – por Sandro da Silva Figueiredo de Santa Cruz do Sul; Viver na Sertão (Popular) – por Miron Roney do Nascimento de Rio Pardo; Menina Colorida (POP Rock) – por Denis Job de Santa Cruz do Sul; A Casa Antiga (Milonga/Candombe) – por João Manuel Pereira Neto de Santa Cruz do Sul; e  Soldado da Paz (Reggae) – por Henrique Almentes da Silva de Santa Cruz do Sul.  Ainda na sexta-feira, uma oficina de percepção musical para comunidade rural acontece na Escola Municipal de Ensino Fundamental Vidal de Negreiros, entre 9h e 11 horas.

No sábado, 18, às 19h30, as canções concorrentes da fase Nacional, municípios gaúchos que não estejam dentro dos limites territoriais dos Vales do Rio Pardo e Taquari e a todos os Estados da federação e Distrito Federal, serão apresentadas. Participam da competição: Infância Maneada (Canção) – por Diogo Matos de Santa Maria; No Escuro (Canção) – por Nicole Carrion de Santana do Livramento; Amélia (Canção) – por Volmir Coelho de Santana do Livramento; Meu Canto (Milonga) – por Fabiano Corrêa, Michel Plautz e Felipe Corrêa de Cachoeira do Sul; Palco (Canção) – por Zola Duarte de Alegrete; Companheiros (Valsa) – por Rafael Oliboni e Chico Luiz de Minas do Leão; Anjo da Guarda (Pop Rock) – por Guilherme Noetzold Mendes (Gui Mendes) de Alegrete; Samba de Compromisso(Samba) – por Zé Rento Daudt de Porto Alegre; Imorredores Milonga (Nativista) por Fabiano Corrêa, Carlos Eduardo Nunes e Felipe Corrêa de Cachoeira de Sul; e Numa Roda De Guitarra (Milonga) – por Chico Luiz, Francisco Antonio Luiz e Volmir Coelho de Minas do Leão.

Conforme o regulamento do FIM, três canções de cada fase serão escolhidas para a grande final, que acontece no domingo, 19, a partir 19h30. Serão premiados os três primeiros lugares, sendo R$10 mil para o 1º, R$ 5 mil para o 2º e R$ 3 mil para o 3º. Nas categorias Melhor Intérprete, Melhor Instrumentista, Melhor Arranjo e Músico Destaque a premiação é de R$ 1,5 mil para cada vencedor. A Canção Mais Popular, escolhida pelo público do evento, receberá um troféu. O encerramento também será marcado por um show especial que vai relembrar edições de festivais que movimentaram Santa Cruz do Sul na década de 80, com a presença dos músicos Victor Hugo, Veco Marques, Miguel Beckenkamp, Killy Freitas, Leo Almeida, Hilton Vaccari, Diego Maracci, André Dreher, entre outros.

Programação:

Sexta-feira – 17/03
9h – 
Início da Oficina de Percepção Musical para comunidade rural.
Local: Emef Vidal de Negreiros

19h30 – Abertura Oficial com o show da Banda do 7º BIB e apresentação das 10 composições classificadas concorrentes na fase Regional com seleção de três para disputa final

Composições classificadas:

1. Tchau – Samba Pagode composto por Geison Rafael Queiroz do Santos – Santa Cruz do Sul

2. Contrabandeando Milonga – Milonga composta por Chico Luiz e Luiz Carlos Ranoff -Santa Cruz do Sul

3. A Sua Verdade – POP composto por Gustavo Sehnem – Santa Cruz do Sul

4. Quando Você Chegar – POP Romântico composto por Leandro Ernesto da Silva – Passa Sete

5. A Queixa do Campo – Milonga composta por Gilmar Batista Josemar Dias e Tiago Souza – Vera Cruz

6. Olho de Vidro – POP Rock composto por Sandro da Silva Figueiredo – Santa Cruz do Sul

7. Viver na Sertão – gênero Popular composta por Miron Roney do Nascimento – Rio Pardo

8. Menina Colorida – POP Rock de Denis Job – Santa Cruz do Sul

9. A Casa Antiga – Milonga/Candombe de João Manuel Pereira Neto – Santa Cruz do Sul

10. Soldado da Paz – Reggae de Henrique Almentes da Silva – Santa Cruz do Sul

Sábado – 18/03
19h30 
– Apresentação das 10 composições classificadas concorrentes na fase Nacional com seleção de três para disputa final

Composições classificadas:
1. Infância Maneada – gênero Canção composta por Diogo Matos – Santa Maria

2. No Escuro – Canção de Nicole Carrion – Santana do Livramento

3. Amélia – Canção composta por Volmir Coelho – Santana do Livramento

4. Meu Canto – Milonga composta por Fabiano Corrêa, Michel Plautz e Felipe Corrêa – Cachoeira do Sul

5. Palco – gênero Canção composta por Zola Duarte – Alegrete

6. Companheiros – Valsa composta por Rafael Oliboni e Chico Luiz – Minas do Leão

7. Anjo da Guarda – Pop Rock composta por Guilherme Noetzold Mendes (Gui Mendes) – Alegrete

8. Samba de Compromisso – Samba de Zé Renato Daudt – Porto Alegre

9. Imorredores Milonga (Nativista) composta por Fabiano Corrêa, Carlos Eduardo Nunes e Felipe Corrêa – Cachoeira de Sul

10. Numa Roda De Guitarra – Milonga composta por Chico Luiz, Francisco Antonio Luiz e Volmir Coelho – Minas do Leão

Domingo – 19/03
19h30 – 
Disputa entre as três melhores da fase Regional e fase Nacional. Logo após, show de encerramento e premiação.

CRÉDITO: Four Comunicação/Assemp