Fentifumo avalia como positivo adiamento da COP-9

Olá Jornal
maio21/ 2020

Por conta das restrições aos eventos coletivos com aglomeração de público, em decorrência da pandemia do novo coronavírus, a Organização Mundial da Saúde (OMS) decidiu adiar o encontro da Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco (CQTC), entidade responsável pela realização da Conferência das Partes (COP). A 9ª edição do evento – a COP-9 – estava marcada para o próximo mês de novembro, na Holanda. O evento que tratará de temas como a restrição ao consumo de tabaco ao redor do mundo ocorrerá em Haia, na Holanda, deverá ocorrer em novembro de 2021.

Para o presidente da Federação Nacional dos Trabalhadores na Indústria do Fumo e Afins (Fentifumo), Gualter Baptista Júnior, o adiamento do evento mundial, do qual sempre são retiradas cláusulas para a proibição do tabaco e derivados no mundo, auxilia o setor. “Este é um assunto que afeta mais de um milhão de pessoas diretamente, no três estados do Sul do país, além de causar impactos negativos em toda a cadeia produtiva do tabaco”, disse.

Conforme o presidente da Fentifumo, as incertezas geradas por conta da pandemia do novo coronavírus seriam ainda mais prejudiciais ao setor, caso a OMS optasse por manter a COP-9 para o próximo mês de novembro. “Corríamos o risco de não conseguir manter a quantidade de entidades representativas do setor tabaco, junto aos fóruns de discussão, devido às restrições de aglomeração de pessoas, necessárias agora”, comenta Baptista.

O presidente da Fentifumo avalia como justo o adiamento da COP-9, para, sobretudo, garantir a participação de todas as entidades e outras organismos, que atuam tanto na defesa, quanto no combate ao tabaco, ao redor do mundo. “Este é um tema que precisa ser tratado com muito cuidado, pois afeta milhares de pessoas ao redor do mundo e no Brasil milhares de empregos e produtores de pequenas propriedades que atuam neste segmento”, avalia.

A OMS programou para novembro do ano que vem a realização da COP-9, nos dias 8 a 13 de novembro, em Haia, na Holanda e na sequência ocorrerá a Segunda Sessão da Reunião das Partes do Protocolo para Eliminar o Comércio Ilícito de Produtos do Tabaco (MOP2), entre os dias 15 e 17 de novembro, também em Haia, na Holanda. “A Fentifumo tem expectativa de se fazer presente, para que em um fórum tão importante, a voz dos 40 mil trabalhadores diretos na indústria brasileira possa ser ouvida. O trabalhador brasileiro precisa ter a garantia de estar representado neste evento. Por isso, nossa representação é muito importante na COP-9, assim como na discussão sobre o contrabando, que ocorre na sequência”, complementou o presidente.

CRÉDITO: AI Fentifumo