Famílias carentes do perímetro rural são foco de ações da assistência social

Olá Jornal
abril29/ 2020

A identificação de famílias que precisem de suporte durante o período de isolamento social, por conta da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), é um dos focos de atuação do Gabinete da Primeira-Dama e Desenvolvimento Social. O objetivo é de ampliar a distribuição de cestas básicas em locais de difícil acesso, com apoio das equipes de Assistência Social. Até a última semana foram entregues 700 kits de alimentos, montados a partir de doações.
Nos próximos dias mais de 800 kits devem ser entregues, boa parte adquiridos pelo poder público de Venâncio Aires. Outras 300 cestas básicas foram garantidas a partir de ações sociais de empresas locais.

Conforme a primeira-dama, Cristiane Wickert, que lidera a campanha “Sua Solidariedade é um Prato Cheio”, as ações atuais buscam identificar famílias carentes do perímetro rural. “Amigos, vizinhos e conhecidos podem informar para a secretaria pessoas em localidades, que poderão receber os kits de alimentação. Neste momento é importante unir forças e criar uma rede de identificação destas pessoas.”

Esta etapa exigirá identificação das residências para colaborar com alimentos, por conta da logística. “Queremos criar roteiros de entregas nas localidades, buscando otimizar esta distribuição. Também se faz necessário porque as linhas de ônibus estão operando de forma diferenciada e isso acaba dificultando ida aos mercados e locais de compras no interior,” explica Cristiane.

SUPORTE
As famílias interessadas em receber um kit passam por uma avaliação, com uma profissional, junto a Secretaria de Assistência Social. A coleta de dados deve ser agendada pelos telefones 3741-8823 ou 3983-1030, uma equipe será deslocada até a residência na zona rural. Ao atender aos requisitos, o requerente recebe o kit na mesma hora.

ENTREGAS
Até a última sexta-feira, foram entregues 709 kits de alimentação, arrecadados através da campanha ‘Sua Solidariedade é um Prato Cheio’ do Gabinete da Primeira-Dama e outros adquiridos pela Secretaria Municipal de Assistência Social. Os alimentos foram distribuídos para as famílias atendidas pelo Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), ONG Parceiros da Esperança (Paresp) e moradores dos bairros da cidade.