• Hoje é: sábado, outubro 19, 2019

Exportação de tabaco para a China deve aumentar em 38%

Olá Jornal
julho25/ 2019

As exportações de tabaco de Venâncio Aires para a China devem aumentar em 38% neste ano. Isso porque o total de 2019 contará com saldo do ano passado, devido ao atraso no embarque da produção de tabaco de 2018, que ficou em US$ 124,21 milhões. Aproximadamente mais US$ 75 milhões de 2018 ficaram para trás e foram embarcados no primeiro semestre deste ano, chegando assim a um total de US$ 199,29 milhões.

Mas não é somente o atraso nos embarques que contribuirá para a elevação da exportação para o gigante asiático. O volume exportado também foi maior em 2018, atingindo os US$ 199,29 milhões contra US$ 174,62 milhões de 2017. O somatório do saldo remanescente com o aumento de volume fará com que o aumento na exportação para a China possa chegar a US$ 274 milhões em 2019.

RECORDE
Segundo o Sinditabaco, o saldo de um ano para o outro deve-se à opção dos chineses em postergar os embarques do fim do ano passado para o início deste ano. A decisão, somada a questões logísticas, como a falta de contêineres, fará com que o desempenho geral do município em 2019 também seja afetado, atingindo o recorde dos últimos cinco anos.

Parte da produção que deveria ter sido exportada no fim do ano passado, e que ficou para o primeiro semestre deste ano, vai refletir no aumento do desempenho anual em cerca de 20%, podendo ultrapassar os US$ 700 milhões. O maior valor até então foi em 2017 com US$ 620,74 milhões. O cenário faz com que Venâncio Aires seja atualmente o 9º município gaúcho que mais exportou em 2019 e o 80º no país.