• Hoje é: terça-feira, junho 25, 2019

Estudo confirma qualidade da água de Mato Leitão

Olá Jornal
abril25/ 2019

O Ministério da Saúde, em parceria com a Repórter Brasil, Agência Pública e Public Eye, divulgou uma pesquisa da qualidade da água consumida pela população brasileira. Os dados, envolvendo a presença de agrotóxicos, se referem ao período entre 2014 e 2017.

O mapa da situação nacional foi construído a partir de dados obtidos em abril de 2018 no Controle do Sistema de Informação de Vigilância da Qualidade da Água para Consumo Humano (SISAGUA), do Ministério da Saúde.

Mato Leitão, conforme levantamento, não apresenta resíduos de agrotóxicos na água consumida pela população. O abastecimento é realizado por associações na cidade e interior: Asagua, Duque de Caxias, Santo Antônio, São José, Aurora e Travessão Boa Esperança Alta.

NACIONAL

Entre os agrotóxicos encontrado em mais de 80% dos testes, há cinco classificados como ‘prováveis cancerígenos’ pela Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos e seis apontados pela União Europeia como causadores de disfunções endócrinas, o que gera diversos problemas à saúde, como a puberdade precoce.  Do total de 27 pesticidas na água dos brasileiros, 21 estão proibidos na União Europeia devido aos riscos que oferecem à saúde e ao meio ambiente.

ALERTA

Os números revelam que a contaminação da água está aumentando em nível nacional. Em 2014, 75% dos testes detectaram agrotóxicos. Subiu para 84% em 2015 e foi para 88% em 2016, chegando a 92% em 2017.

CRÉDITO: AI Prefeitura de Mato Leitão