• Hoje é: quarta-feira, novembro 13, 2019

Estudantes reivindicam educação de qualidade

Janine Niedermeyer
maio18/ 2016

Se por um lado os professores da rede estadual de ensino em Venâncio Aires, em sua grande maioria optaram em não aderir a greve estadual da categoria até o momento, estudantes buscaram mostrar suas insatisfações.

Alunos da escola estadual Monte das Tabocas foram para a rua em manifesto de “Luto pela Educação”, como dizia um dos cartazes. Foram aproximadamente 300 participantes, entre jovens dos turnos da manhã e tarde.

Logo cedo na manhã de terça-feira, 17, eles foram para o lado de fora do educandário, onde surgiram com os rostos pintados em listras brancas e pretas, além de segurarem cartazes, com dizeres como “Todos Pelo Futuro da Educação” e “Monte das Tabocas Ocupado”.

A manifestação teve também gritos de apoio aos professores e contra o governo de José Ivo Sartori (PMDB). Entre os brados, dizeres como “Aluno na rua, Sartori a culpa é tua” e “Professor é meu amigo, mexeu com ele, mexeu comigo.”

SEM ADESÃO

Nesta quarta-feira, 18, junto ao Monte das Tabocas seguirão em movimento de ‘ocupação’ no entorno da escola, realizando oficinas e as chamadas aulas públicas, abordando temáticas de cidadania. A diretoria do Monte, porém, salientou que os professores não estão em greve, mas sem a presença dos alunos parte das turmas estará sem aula.

Em outros educandários da rede estadual, como CAJ, Zilda de Brito Pereira, Frida Reckziegel, Wolfram Metzler, Crescer e Leontina também não estão paralisados. Apesar disso, nesta quarta-feira, 18, em Santa Cruz do Sul um ato regional reunirá alunos e docentes, a partir das 9h na Praça Getúlio Vargas. Jovens e educadores de Venâncio estarão presentes.

Foto: Guilherme Siebeneichler