• Hoje é: domingo, dezembro 17, 2017

Estado negocia futuros investimentos com a Japan Tobacco International (JTI)

Janine Niedermeyer
março29/ 2017

Uma aproximação com o governo do Estado e a busca de novas parcerias para futuros investimentos no Rio Grande do Sul foi o tema da audiência da Japan Tobacco International (JTI) com o governador José Ivo Sartori, nesta terça-feira, 28, no Palácio Piratini.

A JTI é uma empresa líder no segmento de tabaco, com sede na Suíça e presente em 12 estados brasileiros. No Rio Grande do Sul tem uma unidade de processamento de tabaco e um centro de distribuição em Santa Cruz do Sul. Segundo Sartori, o Estado está disposto construir uma parceria.

“Estamos de portas abertas, queremos grandes investimentos e seremos parceiros nessa caminhada. Nada contra outros estados, mas o berço da industrialização do fumo sempre foi o Rio Grande do Sul”, afirmou.

O governador colocou a Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (Sdect) e a Sala do Investidor à disposição dos empresários. Nesta terça-feira, a comitiva deve se reunir com o secretário da Sdect, Fábio Branco, para uma primeira conversa.

O gerente de Relações Governamentais da JTI, João Marcelo Marins, disse que a companhia acredita na economia do Brasil e do Rio Grande do Sul, e pretende fazer outros investimentos, como os que já foram feitos em Santa Cruz do Sul.

“Estamos em 12 estados do Brasil e já investimos cerca de R$ 500 milhões, a maior parte desse valor aqui no Rio Grande do Sul. São cerca de mil funcionários em nossas 18 unidades, sendo quase metade aqui no estado”, destacou.

Para 2017, a empresa está investindo cerca de R$ 90 milhões no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina. No estado, conta com a parceria de cerca de 13 mil produtores.

Parceria com o governo

O governo do Estado e a JTI já firmaram parceria em 2016. A Escola Estadual de Ensino Médio José Luchese, em Lagoa Bonita do Sul, é a primeira da rede estadual a ser beneficiada com uma obra de energia fotovoltaica. A iniciativa foi viabilizada por meio do Programa Escola Melhor: Sociedade Melhor, com adesão da empresa JTI. Em contrapartida, o Estado oferece oficinas no contraturno escolar.

Sobre a JTI

A Japan Tobacco International (JTI) foi fundada em 1999 após a aquisição da RJ Reynolds fora dos Estados Unidos, pela Japan Tobacco (JT). Conta com 26 mil colaboradores em 72 países. A receita da companhia no mundo, em 2016, foi de 10,5 bilhões de dólares.

Estiveram presente a deputada estadual, Silvana Covatti; o vice-presidente da JTI Brasil, Diego Luchessa; o vice-presidente Regional, Eduardo Renner; e o diretor de Assuntos Corporativos e Comuncicação, Flávio Goulart.

Texto: Cassiane Osório/Secom

Foto: Luiz Chaves/Palácio Piratini