Entre o ferro e o fogo, metalúrgicos movimentam a economia de Venâncio Aires

Olá Jornal
abril24/ 2019

O calor das fornalhas, o brilho das soldas e a força para moldar o ferro, não espantam os metalúrgicos que possuem o dia 21 de abril dedicado a lembrar esta categoria. São diversas empresas instaladas em Venâncio Aires, 2º maior polo metalmecânico do Rio Grande do Sul, gerando mais de três mil empregos diretos só em 2018. Deste total, 30% são mulheres. Com este volume de trabalhadores, os metalúrgicos formam a segunda maior categoria profissional da Capital do Chimarrão.

Em Venâncio Aires, o auge do setor foi em 2006 quando o número de trabalhadores nas fábricas chegou a cinco mil. De lá pra cá, as cerca de 60 empresas do ramo promoveram ajustes que diminuíram a oferta de vagas. As maiores empresas atuam no ramo de refrigeração, linha branca e fogões industriais.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, Adolfo Celoni da Rosa, a união da classe busca garantir os direitos dos profissionais do setor. Segundo ele, a Reforma Trabalhista trouxe perdas aos trabalhadores, e desta vez, a bandeira de luta da categoria envolve evitar perdas com a Reforma da Previdência, em tramitação na Câmara Federal.

Durante fala na Câmara de Vereadores na última semana, Rosa destacou a importância de diálogo com os trabalhadores para analisar a reforma previdenciária. “Entendemos a importância da reforma, mas o texto atual prejudica os mais pobres. Vamos trabalhar com a categoria e mostrar as perdas que ocorrerão se esta reforma for aprovada do jeito que está,” destacou.

A entidade de classe dos Metalúrgicos, se uniu aos sindicatos dos Trabalhadores das Indústrias do Fumo e Alimentação, Trabalhadores Rurais, Trabalhadores do Calçado e Vestuário e o Sindicato dos Comerciários e formam o Comitê Suprassindical.

O grupo irá realizar ações no centro da cidade a partir desta quinta-feira, 25, para apresentar diversos pontos da reforma que atingiram os trabalhadores mais pobres. Segundo o grupo, por ano, Venâncio Aires perderá mais de R$ 11 milhões com o abono salarial.

SINDICATO PARCEIRO
O sindicato dos Metalúrgicos de Venâncio Aires tem garantido aos seus sócios serviços e atendimentos de saúde, como benefício aos associados. Entre as ações oferecidas aos membros da entidade de classe estão: orientação jurídica gratuita, com o advogado Edson Gregorio; convênio com a Clínica dos Olhos de Ivan Marqueto; atendimento com pediatra, consultas com médico do trabalho e atendimento de ginecologista e obstetra. A entidade também mantém convênios médicos com 57 profissionais de saúde, entre dermatologistas, urologistas, traumatologistas, psiquiatras, cardiologistas, pediatras e ginecologistas.

De segunda a sábado o sindicato conta na sua sede com atendimentos de dentistas. São sete profissionais que realizam consultas e tratamos aos associados. Os atendimentos ocorrem nos dois turnos em dias úteis.