• Hoje é: segunda-feira, setembro 25, 2017

Emater divulga relatório de atividades em 2016 no município

Janine Niedermeyer
janeiro05/ 2017

O escritório da Emater em Venâncio Aires repassa aos poderes Executivo e Legislativo os números e informações sobre 2016. O relatório de atividades foi repassado na quarta-feira, 4, e com 25 páginas apresenta detalhes sobre produções animais e vegetais, famílias atendidas na área rural, demandas dos diferentes segmentos agrícolas, entre outros dados abertos para toda comunidade.

Formado por nove profissinais, a instituição no município tem como principal parceiro o Poder Público Municipal, com o qual tem convênio. Neste grupo de trabalho estão 5 técnicos agrícolas, 2 engenheiros agrônomos, 1 engenheiro agrícola e uma técnica em bem estar social.

Além disso, em 2016 a Emater pode contar com uma auxiliar de limpeza e solicita junto ao documento a cedência de uma auxiliar administrativa, para dar maior agilidade para os técnicos desenvolverem outras atividades.

ATUAÇÃO

Ao longo do ano passado foram 1.695 famílias atendidas ou 2.240 pessoas, sem repetição, ou seja, diferentes grupos, sendo 35% mulheres. Hoje o levantamento da Emater aponta que a Capital do Chimarrão possui cerca de 8 mil famílias no meio rural, abrangendo 24.564 pessoas.

Neste contexto, em termos de produção vegetal para safra 2016/2017 a maior área plantada segue sendo o milho. Este cultivo engloba 14 mil hectares grão, assim como 3,3 mil em silagem e 600 há em milho verde.

As demais ocupações de plantio que aparecem na sequência são: tabaco (8 mil ha), soja (3,3 mil ha), arroz (1.750 ha), erva-mate (1,5 mil hectares). Já em termos de produção animal, ao longo de 2016 em Venâncio Aires o frango é disparado o de maior proporção, com 5,5 milhões de cabeças. Depois estão na lista suínos (55 mil cabeças), bovino de corte (9 mil cab.) e 4,5 mil matrizes de leite.

AGROINDÚSTRIAS

No ano em que completou 50 anos em Venâncio Aires, no dia 5 de dezembro, a Emater também auxiliou na inserção das agroindústrias locais em feiras, com apoio da Secretaria de Agricultura e a Cooperativa dos Produtores de Venâncio Aires (Cooprova).

Houve também a implantação ou ampliação de sete agroindústrias, envolvendo 10 famílias, assim como assessoramento técnico para regularização de 26 agroindústrias e para o assessoramento a comercialização para 35 agroindústrias.

A Emater acrescenta no documento ainda o fechamento de 13 agroindústrias nos últimos dois anos, por motivos alegados pelas famílias como muitas taxas e secretarias envolvidas para legalização, alvarás e cobrança excessiva sanitária para pequenos estabelecimentos.

O relatório completo para quem deseja acompanhar está disponível no site da Câmara de Vereadores de Venâncio Aires, no link SAPL, seguido de Matérias Legislativas.

Foto: Maicon Nieland/ Olá Jornal