Em combate a Dengue, Prefeitura fará recolhimento de materiais que podem servir de criadouros dos mosquitos

Olá Jornal
maio15/ 2020

A partir de segunda-feira, 18, uma nova força tarefa unindo as Secretarias de Saúde, Meio Ambiente e Infraestrutura e Serviços Públicos (SISP) iniciará uma ação semanal de coleta de material em desuso com possibilidade de acúmulo de água parada em residências, pátios e terrenos.

A intensão e objetivo final, além de diminuir os focos de propagação do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya, é promover a conscientização da população e auxiliar na limpeza dos pátios. Segundo o Coordenador da Vigilância Sanitária do Município, Éverton Notti, “essa será a oportunidade daquele morador que possui no fundo do pátio, por exemplo, um sanitário jogado num cantinho, parado e com probabilidade de acúmulo de água. Telhas, pequenos recipientes ou quaisquer outros itens em desuso que não há onde descartar ou a logística é custosa. Esse é o momento. Material como entulhos, galhos e similares não serão recolhidos nas ações”.

A ação vai acontecer em todas as segundas-feiras, percorrendo 21 pontos mapeados pelas equipes de estudo que estão trabalhando nas frentes efetivas contra a Dengue. Um caminhão da SISP percorrerá os trechos recolhendo os materiais que estiverem na frente das residências. Para tanto, é preciso que os moradores fiquem atentos nas datas de recolhimento e não antecipem o depósito dos materiais em frente às residências. Notti reforça que o recolhimento acontecerá sempre nas segundas. “Vamos até o mês de outubro com essas ações semanais. Principalmente, porque já estamos pensando naquele período do próximo verão, onde os recipientes secos com prováveis ovos do mosquito Aedes podem vir a eclodir com uma simples chuva e novos casos de Dengue poderão surgir novamente. Eles ficam meses suportando a seca e aguardando água”, explica.

Os 21 pontos demarcados compreendidos em bairros com focos já identificados de mosquitos da Dengue, estão alinhados e obedecem uma escala de datas:

1º – Bairro Sol Nascente, dia 18 de maio;

2º – Bairro Coronel Brito, dia 25 de maio;

3º – Bairro Brands, dia 1º de junho;

4º – Bairro Battisti, dia 8 de junho;

5º – Bairro Macedo, dia 15 de junho;

6º – Bairro Cidade Alta e Leopoldina, dia 22 de junho;

7º – Bairro Centro e Cruzeiro, dia 29 de junho;

8º – Bairro Brígida, dia 6 de julho;

9º – Bairro Morsch, dia 13 de julho;

10º – Bairro União, dia 20 de julho;

11º – Bairros São Francisco Xavier e Dietrich, dia 27 de julho;

12º – Bairro Aviação, dia 3 de agosto;

13º – Bairro Aviação e Centro, dia 10 de agosto;

14º – Bairro Gressler, dia 17 de agosto;

15º – Bairro Gressler, dia 24 de agosto;

16º – Bairro Cidade Alta, dia 31 de agosto;

17º – Bairro Cidade Nova, dia 7 de setembro; (sujeito a alteração devido ao feriado nacional)

18º – Bairro Santa Tecla, dia 14 de setembro;

19º – Bairro Bela Vista, dia 21 de setembro;

20º – Bairro Canto do Cedro (Vila Tata e Loteamento Tireli) dia 28 de setembro;

21º – Loteamento Tabalar, dia 5 de outubro;

CRÉDITO: Coordenadoria de Comunicação e Marketing PMVA