EJA para trabalhadores das indústrias inicia no dia 17 de fevereiro

Olá Jornal
fevereiro06/ 2020

Um grupo de representantes das Indústrias de Venâncio Aires estiveram reunidos na sede da Caciva nessa terça-feira, 4, para conhecer o programa de Educação de Jovens e Adultos – EJA, na modalidade a Distância. O programa é uma parceria entre o Serviço Social da Indústria – SESI, a Caciva e a Prefeitura Municipal de Venâncio Aires e é voltado especialmente para o trabalhador da indústria e seus dependentes, que necessitam concluir seus estudos nos anos finais do Ensino Fundamental (6º ao 9º) e Ensino Médio.  Por meio de uma moderna plataforma de educação, o aluno pode estudar onde, como e quando puder, contando ainda o Programa com um encontro presencial nos polos de apoio. Em Venâncio Aires, o Polo de Apoio Presencial será na Escola Municipal José Duarte de Macedo, localizada na Rua Herval Mirim, 2165, no Bairro Macedo.

O projeto foi apresentado pelas representantes do Sesi, Rafaela Rech e Deyse de Azeredo Rosa, que trouxeram dados importantes sobre a educação dos trabalhadores das Indústrias de Venâncio Aires. Pelo Censo da Educação referente a 2018, nosso município possui 7724 vínculos de trabalho nas indústrias. Desses, 3999 não possuem o ensino médio, o equivalente a 51,8% dos trabalhadores das Indústrias de Venâncio Aires. A pesquisa ainda mostra que entre esses trabalhadores sem o ensino médio, 1681 não completaram o ensino fundamental, o que representa 21,8% do total. O número de trabalhadores analfabetos registrados pelo Censo é 16.

A remuneração média das Indústrias do município é de R$ 1.783,23, entretanto os trabalhadores sem ensino médio completo recebem até 20,5% menos, e a redução do salário daqueles que não possuem nem o ensino fundamental pode chegar até 31,9%.

EJA EAD SESI

O Sesi está presente em mais de 300 municípios gaúchos, atuando com a missão de promover a qualidade de vida do trabalhador e de seus dependentes, com foco em educação, saúde e lazer. No ano de 2019, o índice de aprovação na Educação de Jovens e Adultos do SESI foi de 86% e o índice de evasão de 14%, o que comprova a qualidade e assertividade da metodologia utilizada.

Além de fomentar a educação em nosso município, através desse projeto, as Indústrias terão a oportunidade de desenvolver seus colaboradores, elevar o nível de escolaridade e qualificar seu quadro, aumentando a produtividade para fazer a empresa crescer.

 Metodologia       

A EJA EAD do SESI é gratuita para o trabalhador da indústria e seus dependentes. A metodologia se desenvolve por meio de educação a distância, através de ambiente virtual de aprendizagem e atividades realizados na sede da Escola, além de encontros semanais presenciais que serão realizados a noite. Como a metodologia de ensino é voltada para o ensino de trabalhadores das Indústrias, nesses encontros presenciais são realizadas trocas de experiências, avaliações dos processos, seminários e dinâmicas que visam à construção de conhecimento e o desenvolvimento de competências e habilidades cognitivas e socioemocionais, a fim de corresponder aos novos modelos de produção e responder às demandas do mercado de trabalho, cada vez mais exigente e competitivo. Em Venâncio Aires, as aulas iniciam no dia 17 de fevereiro, às 18h30, na Escola Municipal José Duarte de Macedo.

 Matrículas

As matrículas para os trabalhadores das indústrias interessados em cursar o EJA, na modalidade a Distância, podem realizar cadastro na Escola Municipal José Duarte de Macedo no dia 8/02 (das 8h30min às 11h30) e no dia 11/02 (das 18h às 20h).

Os documentos necessários para a matricula são:

-Para trabalhadores das indústrias

Cópias: de RG, CPF, comprovante de residência, certidão de nascimento ou casamento. Carteira de trabalho ou contracheque atualizado.

Documentos originais: Histórico escolar, certificado de exames supletivos e/ou ENEM, carteira de trabalho e 2 fotos 3×4.

 -Para dependentes de trabalhador da indústria

Cópias: de RG, CPF, comprovante de residência, certidão de nascimento ou casamento. Carteira de trabalho ou contracheque atualizado do industriário e declaração de união estável, se for o caso.

Documentos originais: Histórico escolar, certificado de exames supletivos e/ou ENEM, carteira de trabalho e 2 fotos 3×4.

Os alunos que não possuem o seu histórico escolar deverão realizar um teste que irá direcioná-los para o período escolar correto.

CRÉDITO: AI Caciva