Desafio de financiamento do ensino superior na região

Olá Jornal
dezembro26/ 2019

Após a realização do vestibular de verão, iniciou o período de matriculas para o próximo semestre na Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc). Durante o processo seletivo, a reitora da instituição Carmen Lúcia De Lima Helfer, conversou com pais e responsáveis. A principal dúvida é o financiamento dos estudos, ao comentar as expectativas para 2020 no ensino superior e a realidade das formas de financiamento apresentadas atualmente.

Desde 2017 as instituições particulares não contam com o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), que passou por mudanças e diminuiu o número de contratos. Porém, conforme a reitora, no Brasil, atualmente, é necessário financiamento público para atrair os estudantes. “Apesar de apresentarmos alternativas com bancos parceiros, o modelo do Fies é importante para fomentar o acesso ao ensino superior. Esta é a principal dúvida dos vestibulandos, como pagar pelo estudo? Buscamos alternativas, mas no Brasil, a única forma de garantir mais acesso é garantindo programa de apoio governamental,” destaca.

Carmen que também preside o Consórcio das Universidades Comunitárias Gaúchas (Comung), destaca que o financiamento federal é pauta permanente nas discussões das instituições de ensino gaúchas. “O financiamento público é uma pauta permanente. O modelo atual do Fies foi muito modificado e vai demorar para retomar os parâmetros de acesso verificados em anos anteriores. Defendemos que o financiamento é importante para garantir o acesso dos jovens brasileiros às universidades,” argumenta.

ALTERNATIVAS
Buscando garantir o acesso ao ensino da Unisc, a instituição buscou parcerias com instituições financeiras. As possibilidades de convênios foram assinadas com o Banrisul e o Sicredi, para financiamento da graduação. O mais recente envolve a Cooperativa Sicredi, que abrange os cursos de graduação, de pós-graduação e técnicos. A taxa de juros será de 1% ao mês para acadêmicos de Medicina e de 0,5% para estudantes dos demais cursos.

PROJEÇÃO
Para a reitora da Unisc, 2020 será de transformação na instituição. O ano ganha força com as novas modalidades de ensino adotadas pela universidade. Na avaliação da professora, a expectativa é de um ano melhor, que 2019. “Neste ano tivemos mudanças na política da educação superior, que mexeram com as instituições. Passamos por mudanças e vamos continuar reformulando o nosso modelo de ensino. A universidade de Santa Cruz é protagonista da sua própria história. Nós nos adequamos as necessidades para manter a nossa qualidade de ensino e credibilidade,” conclui.