• Hoje é: quinta-feira, setembro 20, 2018

Deputados trabalham apoio ao setor do tabaco no governo federal

Guilherme Siebeneichler
julho09/ 2016

Inicialmente lideranças políticas do Rio Grande do Sul, que defendem a cadeia produtiva do tabaco, preparavam encontros locais para discutir a participação na Índia em novembro, onde ocorre a 7ª Conferência das Partes (COP7) da Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco (CQCT). Porém a estratégia mudou, agora as atenções estão focadas em fortalecer as relações com ministros ou representantes dos Ministérios que terão representação na delegação brasileira, durante o evento global.

O objetivo é de manter relações próximas com pelo menos 12 ministérios e secretarias que compõe a Comissão para Implantação da Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco (Conicq) no Brasil. Duas reuniões já foram realizadas em Brasília para garantir apoio, com o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, de Agricultura, Blairo Maggi e da Casa Civil Eliseu Padilha. Além disso, uma audiência pública foi realizada na Câmara dos Deputados para discutir a posição do Brasil na próxima COP.

Para o deputado estadual Marcelo Moraes (PTB), que tem liderado encontros, a proposta é de manter o diálogo com os setores do governo federal e já fomentar um posicionamento do país junto à Conferência. “Como o tempo é curto até a convenção preferimos concentrar as forças em busca de aliados em Brasília.”

O presidente da Comissão de Agricultura da Assembleia Legislativa, Adolfo Brito (PP), também tem se envolvido no tema e trabalha reuniões junto aos representantes do governo federal. O objetivo principal é de garantir a participação de representantes da cadeia produtiva do tabaco no evento mundial. “Não podemos ficar do lado de fora como sempre acaba acontecendo. É preciso que o governo brasileiro tenha o entendimento da importância econômia e social desta cultura agrícola no país.”

EM CIMA DA HORA

O temor dos representantes da cadeia produtiva é de que o posicionamento do Brasil para a COP7 seja definido próximo da data do evento. Encontro com Padilha busca garantir maior apoio a cadeia produtiva. “Queremos que os ministros da Agricultura, Fazenda, Casa Civil e Relações Exteriores mantenham o apoio ao setor. O foco agora é de garantir participação em todos os debates que tratem sobre a conferência,” explica Brito.

CONFERÊNCIA

A COP7 ocorre este ano entre os dias 7 e 12 de novembro em Noida na Índia. A cidade faz parte da região metropolitana de Nova Delhi. O prefeito de Venâncio Aires e presidente da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva do Tabaco, Airton Artus já confirmou participação. Lideranças políticas, de entidades representativas e sindicatos também se organizam para participar do evento realizado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). O Olá Jornal fará cobertura internacional da conferência, trazendo direto do país asiático todos os detalhes.