Delegação brasileira para a COP7 será definida em setembro

Guilherme Siebeneichler
agosto24/ 2016

Os representantes do setor do tabaco estiveram reunidos nesta terça-feira, 23, com o Ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha para discutir o posicionamento do governo brasileira para a 7ª Conferência das Partes da Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco. O evento mundial irá discutir medidas para diminuir o consumo de cigarros no mundo e pode resultar em ações governamentais contra a produção tabacaleira.

Desta forma, membros da cadeia produtiva trabalham junto aos ministérios apoio para evitar prejuízos a produção. Conforme o prefeito de Venâncio Aires e presidente da Cadeia Produtiva do Tabaco, Airton Artus, a reunião com Padilha foi importante para esclarecer a atual situação da produção e os anseios para a próxima COP. “Ele foi muito receptivo a comitiva e tivemos um novo apoio. Representantes do Ministério da Agricultura com o deputado Alceu Moreira fizeram um explicação sobre a realidade, mostram também o potencial econômico do tabaco para o país.”

Ainda em setembro deverá ser realizado um encontro com representantes dos ministérios da Saúde, Agricultura, Fazenda, Indústria e Comércio. A proposta é de discutir uma posição conjunta para a próxima conferência da Organização Mundial da Saúde, bem como os membros da delegação brasileira que irão participar dos debates. “É um avanço, estamos tendo um diálogo que nunca tínhamos. Agora poderemos saber com antecedência a posição do Brasil para a próxima COP,” comemora Artus.

Entre os itens que deverão estar em discussão na COP7 estão; a responsabilidade pelos malefícios causados pelo cigarro, além do comércio ilegal de derivados do tabaco. A próxima edição do evento global ocorre na Índia entre os dias 7 e 12 de novembro. O Olá Jornal fará a cobertura internacional do evento.

Guilherme Siebeneichler
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com