• Hoje é: segunda-feira, agosto 26, 2019

Cpers estima que 80% dos professores da rede estadual em Venâncio estão parados

Guilherme Siebeneichler
outubro02/ 2017

Em Venâncio Aires segundo o 18º Núcleo do Cpers/Sindicato, a paralisação dos professores, ao longo da última semana, alcançou 80% da categoria. A informação foi confirmada pela diretora Cira Kaufmann, que participou da assembleia municipal da categoria, na última quinta-feira, 28.

A entidade de classe confirmou a continuidade da greve, apesar do governo gaúcho anunciar mudanças no pagamento. “Mas o governador não confirmou o fim do parcelamento. Fornecedores, Judiciário e Legislativo estão ganhando em dia, mas os educadores, policiais e a Brigada Militar, estão recebendo pingado. Estamos lutando contra isso,” destacou Cira, durante encontro no CAJ.

A categoria está paralisada desde 05 de setembro. “Nos últimos anos as greves buscavam aumento salarial e cobravam mais respeito do governo. Agora, queremos receber em dia. Nossa luta é justa e precisa do apoio da comunidade escolar,” destacou Cira.

Nos próximos dias será montado um espaço dos professores junto ao calçadão de Venâncio Aires, com objetivo de mobilizar a categoria ao longo dos dias de greve.  O movimento nos últimos dias envolveu mais de 150 profissionais da área educacional, na rede estadual de ensino de Venâncio.

Na quinta-feira o Palácio Piratini apresentou o novo calendário de pagamentos, no qual ficou definido o depósito integral para quem ganha até R$ 1.750 líquidos. A proposta foi considerada “insuficiente” pela categoria.
Conforme o Cpers, cerca de 7,2 mil pessoas participaram da assembleia no Ginásio Gigantinho.

SEMANA

Além de reuniões nas escolas, Santa Cruz do Sul sediará um ato público intitulado “Show pela educação pública”. O evento  será realizado nesta quinta-feira, 05.  A manifestação contará com uma caminhada pelo Centro com a presença da comunidade escolar e artistas locais a serem confirmados. A concentração ocorre na Praça Getúlio Vargas, com início às 14 horas.