• Hoje é: domingo, agosto 19, 2018

Coordenação da Fenachim quer apresentar relatório financeiro até o fim do mês

Guilherme Siebeneichler
julho09/ 2016

Após 60 dias da Festa Nacional do Chimarrão, a coordenação do evento trabalha para finalizar o balanço financeiro e apresentar os relatórios à comunidade. O atraso na prestação de contas se deve a falta de pagamento de patrocínios com empresas públicas, que exigem informações extras sobre aplicação de marca em comerciais e demais comprovantes, além de passar por comissões especiais para de fato efetuar a liberação de recursos.

A expectativa do presidente da Fenachim 30 anos, Luiz Paulo Assmann é de concluir todo o trabalho até o fim do mês de julho para efetuar a apresentação dos resultados da edição deste ano. “Já queríamos estar com tudo pronto e apresentado, mas não contavam que a liberação destes valores iriam demorar mais de 60 dias,” explica.

Segundo levantamento do presidente, mais de 90% dos recursos já foram recebidos e também destinados ao pagamento de fornecedores da festa. Parte dos recursos garantidos para realização do evento foram captados por leis de incentivo (Lei Rouanet), com instituições privadas e empresas públicas. Os valores que faltam ser incluídos no caixa da festa são referentes a quatro companhias públicas.

Aliado aos balanços financeiros, a coordenação do evento irá apresentar o resultado de público da edição deste ano. “Vamos realizar uma apresentação pública sobre os resultados da festa, também projetando melhorias para a próxima edição. Se dependesse só de nós, já estaríamos com tudo pronto, mas envolve muitas empresas que precisam de tempo para efetivar os pagamentos,” explica Assmann.

PESQUISA

No mesmo dia em que apresentar os relatórios financeiros, a presidência do evento prepara o demonstrativo de uma pesquisa de opinião realizada durante os dias de programação. O levantamento ouviu 1,8 mil pessoas sobre as atrações culturais, infraestrutura do parque, organização, segurança, limpeza, expositores, shows e alimentação.

Foto: Divulgação/ AI Fenachim