Convenção-Quadro para Controle do Tabaco passa a ser liderada por uruguaia

Olá Jornal
fevereiro05/ 2020

A Convenção-Quadro para Controle do Tabaco está sob nova liderança. O principal acordo internacional de controle do tabaco passa a ser comandado pela chefe da Unidade de Fatores de Risco e Nutrição da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), Adriana Blanco. Natural do Uruguai, a médica substitui a brasileira, também médica, Vera Luiza da Costa e Silva que esteve à frente da entidade durante cinco anos e meio.

Vera se despediu da função de Chefe do Secretariado no último dia 20 quando passou o cargo para Adriana em cerimônia realizada na Organização Mundial da Saúde (OMS). Ela agradeceu a todos envolvidos e avaliou o trabalho até aqui. “Esses cinco anos e meio foram uma jornada incrível, uma experiência única na qual, trabalhando com todos vocês, avançamos na implementação da Convenção-Quadro da OMS para o Controle do Tabaco e lançamos uma nova iniciativa com a entrada em vigor do Protocolo para Eliminar o Comércio Ilícito em produtos de tabaco”.

O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, agradeceu pelo trabalho de Vera e destacou a luta contra o tabaco no mundo. “Acabar com o tabaco é uma das coisas mais importantes que podemos fazer para salvar vidas’, afirmou.

VERA
A brasileira Vera Luiza da Costa e Silva liderou três edições da Conferência das Partes da Convenção Quadro para o Controle do Tabaco (COP) e a 1º edição do Protocolo para Eliminar o Comércio Ilícito de Tabaco (MOP). Embora cada evento tenha um presidente, cabe à chefia do secretariado a função de coordenar os trabalhos e responder por eles como porta-voz.

Vera afirma que continuará a acompanhar o combate ao tabaco. “Ao voltar para casa, continuarei acompanhando todos os desenvolvimentos com interesse e serei a primeira a aplaudir novos avanços no controle do tabaco, incluindo os resultados da próxima Nona Sessão da Conferência das Partes e da Segunda Sessão da Reunião das Partes, em Haia.”

ADRIANA
A nova comandante da Convenção Quadro é quem vai liderar a COP9 e MOP2, que ocorre em outubro deste ano, em Haia na Holanda. Natural do Uruguai, teve participação importante nas políticas de combate ao tabaco neste país que hoje é um dos que mais implementou o acordo-quadro sendo um dos primeiros 40 países a ratificá-lo e o primeiro a implementar legislação sobre ambientes livres de fumo, cujo decreto teve participação de Adriana na equipe.

Sua trajetória inclui passagem pelos Estados Unidos onde ocupou cargos de alto nível em questões de saúde, com ênfase em controle do tabaco. Sua visão mantém a linha de atuação até então adotada pelo secretariado no combate ao tabaco, como por exemplo, proibir qualquer forma de marketing e adotar embalagem padrão dos produtos.

FOTO: Divulgação/AI FCTC