• Hoje é: quarta-feira, dezembro 12, 2018

Confira a Coluna do Olávo deste sábado, 25 de agosto

Olá Jornal
agosto25/ 2018

DINHEIRO NA MÃO
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) está de olho nas declarações de patrimônio feita por candidatos em todo o país. Entre os dados que chamam atenção na modalidade de transparência do sistema eleitoral, está o valor declarado em contas bancárias, poupanças e dinheiro em espécie. Segundo o Judiciário, este recurso é de fácil utilização ao longo do pleito eleitoral, por isso exige maior fiscalização dos órgãos de acompanhamento. Os seis candidatos de Venâncio Aires, juntos declararam mais de R$ 4,3 milhões em patrimônio, entre imóveis, carros, caminhões e terrenos. Deste montante, são R$ 308.269,60 em recursos nas contas correntes, poupança ou espécie. Vinícius Medeiros (PSDB) possui R$ 153.068,58 em conta bancária e poupança. Assim como Celso Krämer (PTB), que possui R$ 100 mil. Já Airton Artus (PDT) possui R$ 45.201,02 em contas de banco e popunça, somados. Nilson Lehmen (PMDB) declarou possuir R$ 10 mil em dinheiro. Ainda nas declarações, Acemar da Silva, o Zequinha (PPS), declarou patrimônio no valor de R$ 115 mil, em um imóvel e Dianefer Schwendler (PT) não tem bens declarados no seu nome.

EXEMPLO AO LADO
A 15ª Feira do Livro de Mato Leitão é uma mostra de como a Cidade das Orquídeas garante destaque no desenvolvimento da educação. No município os alunos da rede pública garantem um vale-livro, como medida para fomentar a leitura em casa. O valor, simbólico, de R$ 8 e acaba trazendo outros reflexos. Um deles é o de tabelar os livros para mais próximo ao valor do benefício. Além disso, é o estímulo para que os pais complementem o recurso e garantam outras obras literárias para os estudantes. É uma forma de apontar caminhos para ampliar o acesso ao ensino de qualidade e diferente para um novo rumo do país.

COP DO TABACO 15 ANOS
Neste ano a Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco da Organização Mundial da Saúde completa 15 anos. Por isso, a Conferência das Partes que discute o tratado global terá papel de avaliação dos avanços nas políticas públicas mundiais para diminuir o consumo de cigarros. Em artigo publicado pela Organização Mundial da Saúde, a chefe do secretariado da convenção, a brasileira Vera Luiza da Costa e Silva, destaca que ao longo do período do tratado, houve avanços nas políticas públicas e no controle do tabagismo. “Mas ainda estamos enfrentando uma grande interferência das empresas de tabaco na tomada de decisões do governo e até mesmo dentro das agências da ONU,” lamentou. A chefe do secretariado é a peça principal dos contatos entre a delegação brasileira e a agência da ONU para as políticas globais de saúde.

INTERESSE PELA ELEIÇÃO
Pesquisa Datafolha divulgada nesta semana apurou os percentuais de intenção de voto para presidente da República e também questionou o interesse dos brasileiros pelas eleições. Pergunta: Você diria que tem um interesse grande, médio, pequeno ou não tem interesse na eleição para presidente da República? Dos mais de dois entrevistados para a pesquisa, 35% responderam que o interesse é grande. Outros 33% não tem interesse pelo período eleitoral. Já para 24% dos entrevistados, o interesse é médio. Para 7% dos eleitores é pequeno o envolvimento com o pleito e outros 2% não sabem. A pesquisa também coletou informações sobre em quem o entrevistado não votaria de jeito nenhum. Jair Bolsonaro (PSL) lidera com 39% de rejeição, seguido por Lula (PT) 34%, Geraldo Alckmin (PSDB) 26%, Marina Silva (REDE), 25% e Ciro Gomes (PDT), com 23%.