• Hoje é: domingo, agosto 25, 2019

Comissão regional defenderá duplicação da RSC-287

Guilherme Siebeneichler
abril12/ 2017

Novos investimentos na RSC-287 e as recentes modificações na estrutura administrativa da Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR), pautaram assembleia do Conselho Regional de Desenvolvimento (Corede) do Vale do Rio Pardo na manhã desta quarta-feira,12.  Prefeitos, lideranças regionais, secretários e vereadores discutiram a concessão da rodovia como forma de garantir a duplicação da estrada.

Entre as decisões do encontro, ficou definida a criação de uma comissão, que será formada por seis representantes políticos e de entidades, encarregada de defender a ampliação da capacidade de tráfego da rodovia. O mesmo grupo grupo encaminhará ao Governo do Estado uma moção de repúdio às modificações do sistema de constituição dos Conselhos Comunitários das Regiões das Rodovias Pedagiadas (Corepes). Pela nova regra, dos oito conselhos formados inicialmente, ficarão cinco, nomeados pela Secretaria Estadual de Transportes.

Outro assunto debatido na assembleia foi a privatização da RSC-287, aprovada pela maioria dos presentes. O marco regulatório das concessões das rodovias estaduais foi publicado no Diário Oficial do Estado, no dia 29 de março, e estabelece regras para repassar rodovias estaduais para a iniciativa privada, com prazo de contrato de 30 anos. O foco do Corede será de melhorar a infraestrutura da estrada e garantir um plano de investimentos ao longo do período de concessão.

COMISSÃO

Foram a comissão em defesa da duplicação e concessão da RSC-287: Léo Schwingel, presidente da Associação de Entidades Empresariais de Santa Cruz do Sul (Assemp); Paulo Butzge, presidente da Associação de Municípios do Vale do Rio Pardo (Amvarp); Gilnei Luchese, presidente da Associação dos Municípios do Centro-Serra; e Heitor Petry, presidente do Corede/VRP. Além deles, serão escolhidos um representante de vereadores da região e um representante dos Corepes.