• Hoje é: terça-feira, novembro 20, 2018

Comissão de Ética da Câmara deve arquivar processo contra Kappel

Olá Jornal
novembro07/ 2018

Após garantir absolvição de julgamento na Oitava Turma do Tribunal de Ética da Ordem dos Advogados do Brasil do Conselho Seccional do Rio Grande do Sul, Eduardo Kappel (PP) solicitou arquivamento do processo também na Comissão de Ética, que tramita desde o ano passado no Parlamento Municipal. O progressista não teve acolhida contra si uma medida cautelar sobre o caso dos áudios em que estaria negociando a soltura de um homem acusado de tráfico de drogas. O caso também é apurado pelo Ministério Público Estadual.

Por oito votos a zero, o conselho da OAB decidiu que não fossem aplicadas medidas cautelares contra o profissional. No início de outubro do ano passado a bancada do PDT, formada por Ana Cláudia, Tiago Quintana e Sid Ferreira protocolou na Câmara uma representação pedindo investigação na Comissão de Ética, com o objetivo de apurar a conduta do parlamentar. Entretanto, após o resultado junto ao colegiado da OAB, Kappel também solicitou o arquivamento do processo na Casa.

Nesta segunda-feira, 05, o membro da comissão, Ezequiel Stahl (PTB) anunciou que o processo deverá ser arquivado, seguindo tendência do resultado do processo disciplinar da OAB. “A Casa deve seguir uma linha junto da OAB, na comissão de ética, arquivando o processo contra o Eduardo,” destacou durante o período de comunicações.
A Comissão de Ética Parlamentar atualmente é presidida pelo vereador José da Rosa (PSD).