• Hoje é: quarta-feira, novembro 20, 2019

Comissão apresenta planos para recuperação do HSSM na quinta-feira

Olá Jornal
outubro31/ 2019

A Comissão de Elaboração do Plano de Apoio à Gestão Administrativa, Financeira e Operacional do Hospital São Sebastião Mártir (HSSM), apresenta novas medidas para garantir a recuperação da casa de saúde. O grupo se reúne na quinta-feira, 31, na sede social do hospital a partir das 14h. Conforme o prefeito Giovane Wickert (PSB), o encontro pretende detalhar medidas que serão colocadas em prática para garantir melhorias na gestão financeira da instituição.

A dívida do HSSM acumulada atualmente alcança os R$ 18 milhões. Metade deste montante já foi renegociado, garantindo economia. No fim de setembro a comissão foi apresentada para alinhar as ações de controle da situação orçamentária da unidade hospitalar. Além de membros da direção do HSSM, participam do grupo representantes do poder Executivo.

“Estamos trabalhando para garantir formas de melhorias na gestão do hospital, em parceria com a direção do hospital e também do Município. É o momento de unir forças e discutir formas de melhorar a situação financeira do nosso hospital,” destaca Wickert.

Nesta terça-feira, 29, uma reunião com prefeitos da microrregião (Vale Verde, Passo do Sobrado e Mato Leitão) discutiu ações e medidas que serão executadas pelo hospital. Uma das propostas é de garantir reajuste nos valores destinados para a manutenção.

AÇÕES
No último dia 17 de outubro a comissão anunciou medidas para colaborar com o aprimoramento dos serviços do hospital. A primeira ação busca priorizar no Pronto Atendimento os casos de urgência e emergência. Os demais são encaminhados para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) no bairro Cruzeiro.

Com isso, os casos de menor gravidade serão atendidos pela UPA, permitindo a redução de um médico plantonista no Pronto Atendimento do HSSM. Com base nessas premissas, a partir de 1º de novembro o Pronto Atendimento do Hospital atenderá somente as situações de maior gravidade com classificação de risco amarela, laranja e vermelha.
As situações de menor gravidade com classificação de risco azul e verde serão atendidas na UPA, onde há equipe qualificada de enfermagem e dois médicos plantonistas 24 horas por dia, todos os dias da semana.