• Hoje é: quarta-feira, novembro 22, 2017

Cerimônia de Instalação marca transformação da Univates em universidade

Guilherme Siebeneichler
setembro23/ 2017

Histórica. Essa é a definição da noite desta sexta-feira, 22, na qual foi realizada a cerimônia de instalação da Universidade do Vale do Taquari – Univates, no Teatro Univates. O evento celebrou o momento mais importante dos quase 50 anos da Instituição e marcou a posse do Conselho de Curadores, Conselho de Administração, Conselho Universitário, Reitoria e Diretores.

Após composição da mesa oficial, a solenidade teve início com um minuto de silêncio em homenagem ao doutor Ney Santos Arruda, um dos precursores do Ensino Superior no Vale do Taquari, que faleceu no último dia 7. Em seguida, o presidente da Fundação Vale do Taquari de Educação e Desenvolvimento (Fuvates), Carlos Cândido da Silva Cyrne empossou o doutor Ney José Lazzari como reitor da Univates. Já o vice-presidente da Fuvates, Oto Moerschbacher empossou Cyrne como vice-reitor da Univates, ao que procedeu-se à posse dos pró-reitores e dirigentes da Univates, bem como a nomeação dos conselhos que compõem a Univates e a Fuvates.

Em seguida, foi realizada uma homenagem aos pioneiros no sonho do que hoje é a Universidade do Vale do Taquari, entre eles a primeira turma de diplomados pela Univates, em 1972, no curso de Letras. Após um momento cultural, o membro da Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação e reitor da Universidade Católica de Brasília, Gilberto Gonçalves Garcia, deu início aos discursos da noite, refletindo sobre o conceito de Universidade no país. “No Brasil, universidade é muito mais práxis do que conceito. Há muitas universidades que são constituídas como tal, mas não a são na prática. Há outras, porém que não possuem esse título, mas atuam como universidades na prática”, afirmou ele, referindo-se à falta de um plano nacional de educação quando do início de atividades de ensino superior no Brasil.

Segundo Garcia, na ocasião, ao invés de se refletir sobre o ser universidade importava mais refletir o que representa para a Univates ser universidade. “Como a Univates pode contribuir para o desenvolvimento da universidade brasileira?”, questionou ele, destacando a ousadia da Instituição em tornar-se universidade quando a maioria das instituições têm operado por uma lógica de mercado e optando por continuarem a ser centros universitários ao invés de investirem na qualidade. “A inserção social deve ser destaca, por isso, não abram mão desse papel, essa é a vocação de você”, finalizou ele.

Como presidente da Fuvates, Carlos Cândido da Silva Cyrne destacou a atuação coletiva para a realização da Univates enquanto universidade. “Somos referência de educação na região e no Estado do Rio Grande do Sul. E por que não se dizer do Brasil? Superamos diversos desafios e, com certeza, contribuímos para a transformação social, econômica e cultural do Vale do Taquari”, analisou ele.

Ao discursar, o reitor Ney José Lazzari afirmou que “estamos aqui hoje pois temos o apoio incondicional de todo um Vale e, mais do que isso, de um entorno que acredita na nossa qualidade”. Ele questionou aos convidados sobre o dia mais marcantes de suas vidas, comparando-os ao que representou esta sexta-feira para a Univates.

“Queremos construir um Vale mais próspero. Queremos contribuir para a construção de uma sociedade mais justa, mais humana, mais ética, pautada na pluralidade, na liberdade e na autonomia intelectual. Por termos natureza comunitária, nossa essência é a da responsabilidade socioambiental, da autossustentabilidade, da transparência e do associativismo.  Renovamos hoje a missão que norteia a Univates”, proferiu ele, finalizando sua fala com a convicção de que “hoje é um dos dias mais importantes das nossas vidas e da história desta região. Estamos fazendo história”.

Discursaram ainda a coordenadora da 3ª Coordenadoria de Educação, Greicy Weschenfelder; o presidente do Consórcio das Universidades Comunitárias Gaúchas (Comung) e reitor da Universidade de Passo Fundo (UPF), professor José Carlos Carles de Souza; o presidente da Associação Brasileira das Universidades Comunitárias (ABRUC) e reitor da Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP), Pe. Pedro Rubens Ferreira Oliveira; e o prefeito de Lajeado, Marcelo Caumo.

Para encerrar a solenidade, o reitor e o vice-reitor descerraram uma placa comemorativa que será afixada no Centro Cultural Univates. Confira aqui os conselheiros do Conselho de Curadores e Conselho de Administração da Fuvates.

CRÉDITO: AI Univates