• Hoje é: segunda-feira, agosto 26, 2019

Centro de tecnologia tem projeto básico pronto, mas esbarra na falta de verba

Guilherme Siebeneichler
julho15/ 2017

A proposta de desenvolver pesquisas e garantir o crescimento de outros segmentos da economia, são objetivos da implantação do Centro de Vocação Tecnológica (CVT), em Venâncio Aires. Durante coletiva de imprensa a reitoria da Universidade de Santa Cruz do Sul revelou que o projeto para a implantação de um polo de desenvolvimento tecnológico já foi desenvolvido pela instituição. Entretanto, a implantação destes iniciativas dependem de recursos federais e cadastramento realizado pelo Município.

Segundo a direção da universidade o projeto pensado para a cidade leva em consideração a produção de alimentos e de proteína animal. O objetivo também é de desenvolver os agronegócios e as relações com o setor primário, aliado com as propostas de diversificação de culturas. A exemplo do CVT construído com recursos encaminhados pelo Ministério de Ciências e Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), na cidade de Rio Pardo. Lá, o projeto desenvolvido pela Unisc tem por objetivo realizar ações que permitiram a construção de novas cadeias produtivas e a diminuição da dependência da produção de tabaco. A obra está em fase final de conclusão e exigirá investimentos de R$ 2,5 milhões.

Para Venâncio Aires, o projeto foi apresentado, de forma inicial, ao prefeito Giovane Wickert (PSB) e a equipe de governo. Caberá ao Município aguardar a abertura dos editais e cadastrar a proposta local para buscar os recursos federais necessários para a construção. O gestor afirma que a área para erguer o projeto já existe. “Podemos utilizar o terreno da antiga Favan [Fundação Ambiental de Venâncio Aires], e pensar ações que possam desenvolver o polo agrícola do nosso município.”

Conforme Wickert, a Capital do Chimarrão tem destaque na produção de alimentos, assim como a região do Vale do Rio Pardo. “Um Centro Vocacional Tecnológico precisa levar em consideração as potencialidades da região.”

IMPORTÂNCIA
Os Centros Vocacionais Tecnológicos (CVTs) são, além de unidades de ensino e de profissionalização, centros voltados para a difusão do acesso ao conhecimento científico e tecnológico de conhecimentos práticos na área de serviços técnicos e para a transferência de conhecimentos tecnológicos na área de processo produtivo. Os CVTs estão direcionados para a capacitação tecnológica da população, como uma unidade de formação profissional básica, de experimentação científica, de investigação da realidade e prestação de serviços especializados, levando-se em conta a vocação da região onde se insere, promovendo, a melhoria dos processos produtivos.

ESPAÇO
Apesar de contar com espaço para a implantação, o mais importante é garantir a verba federal. Desta forma, Wickert destaca que a equipe de projeto do Município tem se mantido atenta a abertura de novas chamadas públicas sobre o tema. “Com a resolução do repasse da área da Favan teremos condições de priorizar esse tipo de investimento. Lá poderão ser implantados outros projetos e o CVT é importante também para a economia do município,” argumenta.
Segundo o MCTIC ainda não há previsão para a abertura de novos editais deste tipo.