• Hoje é: segunda-feira, maio 20, 2019

Centro de Bem-estar Animal começa a sair do papel e será erguido na área da Favan

Olá Jornal
março13/ 2019

O Governo Municipal quer agilizar nos próximos meses a criação do Centro de Bem-Estar Animal. A área que receberá a unidade para cuidar dos animais de rua, está praticamente acertada. Isso porque, ao longo do processo de discussão foram cogitados outros locais. Mas o espaço da antiga Fundação Ambiental de Venâncio Aires (Favan), em Linha Ponte Queimada, sediará o projeto. A previsão do Município é de utilizar parte dos prédios já existentes para estruturar o local de atendimento aos animais.

Para o prefeito Giovane Wickert (PSB) a construção do espaço é uma das prioridades do Governo Municipal para os próximos meses. “Queremos ter o projeto em andamento até a metade do ano para já em 2020 tornar os atendimentos uma realidade. É um espaço fundamental e que trata além do bem-estar animal, de questões da saúde pública. Estamos discutindo a aplicabilidade desde o fim do ano passado e agora esta iniciativa começa a andar,” argumenta.

O investimento deve ultrapassar os R$ 100 mil para reforma e melhorias de um espaço junto a área da Favan. Inicialmente o Município projetava construir o centro de bem-estar animal na área do antigo Presídio de Mariante, porém, os entraves burocráticos e a demora para o repasse de área do Estado ao Município, acabaram mudando os planos. “Se mantivéssemos naquela área poderíamos atrasar muito a execução do projeto. A área da Favan já possui boa parte da infraestrutura pronta, por isso vamos analisar um local e quais investimentos necessários para realizar os atendimento aos animais abandonados,” ressalta o prefeito.

CONJUNTO
O complexo da antiga fundação também deverá receber investimentos para a criação de um centro de terapias voltado aos dependentes químicos. O local poderá garantir a ressocialização dos dependentes, a partir de ações que envolvem terapias alternativas. Aliado a isso, os pacientes poderão auxiliar nos cuidados com os animais que serão tratados no local. A área da Favan também receberá os investimentos do Centro de Vocação Tecnológica (CVT) da Proteína. Um novo prédio com salas e laboratório será erguido no terreno, com investimentos que alcança os R$ 900 mil, garantidos pelo Governo Federal.

SUPORTE
A diretoria da ONG Amigo Bicho, uma das principais entidades envolvidas na causa animal de Venâncio Aires, tem acompanhado a evolução do projeto do Centro de Bem-Estar Animal. Para a entidade o Município também projetou o início dos atendimento do espaço para 2020. “Sempre batemos na tecla de que este espaço precisa ser um lar de passagem e de apoio aos animais feridos ou que precisam de auxílio veterinário. Mas não pode virar uma área para depósito de animais. O Município tem entendido esta proposta,” argumenta a presidente da entidade Nais Elisete de Andrade.

CASTRAÇÕES
Nos próximos meses também serão anunciadas medidas para realizar a castração de animais abandonados. A expectativa é de investir até R$ 24 mil nestes procedimentos. Ao longo de 2018 o poder público de venâncio-airense realizou 78 procedimentos veterinários em fêmeas. Já a ONG Amigo Bicho só em 2019 realizou 36 castrações. “Este não é um papel da entidade e sim do Município. É preciso ampliar esta ação que a longo prazo para trazer resultados positivos,” conclui Nais.