• Hoje é: segunda-feira, outubro 15, 2018

Centro de Bem-estar Animal avança e possui indicação de local para implantação

Olá Jornal
outubro08/ 2018

A proposta de criação do primeiro Centro de Bem-Estar Animal de Venâncio Aires ganha forma. Com recursos no valor de R$ 200 mil garantidos para o investimento, a partir de emenda parlamentar (João Derly) novos encaminhamos foram realizados nos últimos dias. As definições sobre a iniciativa serão feitas com o retorno do prefeito Giovane Wickert (PSB) da Suíça. Entretanto, o espaço que sediará o projeto já está definido e promete se aliar a outra proposta para a construção de uma Comunidade Terapêutica para dependentes químicos.

O local que receberá o Centro de Bem-Estar Animal deve ser o prédio da antiga Colônia Penal Agrícola de Mariante. O espaço será destinado pelo Governo do Estado, por meio de concessão pública. A área no entorno já estava prevista para ser repassado ao Município. Após análise de outras áreas que poderiam receber um espaço para a proteção animal, em escolas desativadas e prédios municipais, o local em Estância Nova ganhou força, depois de negativas das comunidades próximas às áreas indicadas.

Conforme o chefe da Vigilância Sanitária do município, o médico veterinário Everton Notti, o projeto está avançado e será debatido com o prefeito. “A área indicada não necessita de grandes investimentos e poderá ser adequada para criar o espaço para a proteção dos animais. Todos os detalhes serão discutidos após o retorno do prefeito,” explica.
Com o valor já garantido será possível comprar equipamentos e reformar o prédio. O espaço mais novo do ex-complexo prisional precisa ser quitado pelo governo do estado. Este imbróglio burocrático não permite que um prédio da área seja repassada ao Município. Porém, o local poderá ser concedido para a Administração Municipal.

COMUNIDADE
Aliado ao projeto de proteção aos animais, será concentrado no prédio do antiga instituto penal a criação de uma Comunidade Terapêutica. Com isso, os pacientes que lutam contra a dependência química poderão auxiliar nos cuidados com os animais de rua. A iniciativa deve seguir modelo de espaços também em funcionamento na região metropolitana. O prédio da parte administrativa e onde funcionou um seminário, será destinado ao serviço de saúde para o tratamento dos dependentes químicos.