• Hoje é: sábado, julho 22, 2017

Câmara Setorial do Tabaco se reúne para avaliar COP7

Guilherme Siebeneichler
dezembro05/ 2016

O prefeito Airton Artus viaja nesta terça-feira, 06, para Brasília, onde participa de reunião da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva do Tabaco, a qual preside. Dentre as pautas, o grupo setorial pretende fazer uma avaliação de todas as decisões tomadas na 7ª Conferência das Partes (COP7), ocorrida no mês de novembro, na Índia.

De acordo com o prefeito de Venâncio Aires, o objetivo é dar ciência ao Governo Brasileiro de todos os acontecimentos da Índia sob uma ótica não oficial. Airton Artus destaca que é preciso ter mais cuidado quanto ao equilíbrio dos integrantes da Comissão Nacional para a Implementação da Convençã-quadro para o Controle do Tabaco (Conicq) e buscar uma abertura maior da delegação oficial. “Queremos ainda levar aos ministérios da Agricultura e do Desenvolvimento Econômico, as preocupações que continuam, porém não tiveram um agravamento graças à colaboração dos dois órgãos”, completa.

Para evitar surpresas e garantir segurança para continuar produzindo, processando e exportando tabaco, Artus destaca que é preciso manter o diálogo e a diplomacia com todas as esferas governamentais.

ANUÁRIO DO TABACO

Ainda no dia 6, a partir das 21h, Artus participa do lançamento oficial do Anuário Brasileiro do Tabaco, na Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA). Como maior município produtor e presidente da Câmara Setorial, o prefeito de Venâncio Aires destaca a importância da publicação para demonstrar a força e representatividade da fumicultura, presente em pequenas propriedades em todo Sul do Brasil.

Nos três estados são 153,7 mil agricultores. Somente na safra 2014/2015, a atividade representou 52% de participação na renda das famílias produtoras.  O Anuário Brasileiro do Tabaco é uma publicação da Editora Gazeta, de Santa Cruz do Sul, e teve sua primeira edição publicada em 1997.

CRÉDITO: Divulgação/AI PMVA