• Hoje é: segunda-feira, maio 20, 2019

Busca constante pela igualdade salarial entre gêneros é pauta na Philip Morris

Olá Jornal
março12/ 2019

Uma das principais lutas da mulher brasileira é a igualdade salarial no mercado de trabalho, mas os dados divulgados no ano passado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), ainda mostram uma grande diferença entre os gêneros. Isso porque, as mulheres ganham, em média, 79,5% do rendimento dos homens.

No Brasil, a Philip Morris Brasil (PMB) foi a primeira empresa a receber a certificação EQUAL – SALARY, feito pela organização suíça Equal Salary Foundation, por remunerar igualmente homens e mulheres por trabalho equivalente.
A diretora de Pessoas e Cultura da companhia, Karen Ramirez, explica que a certificação confirmou uma realidade que já era vivenciada na empresa, mas que a mobilização por igualdade é permanente. “Não basta remunerar igualmente, também é preciso oferecer as mesmas oportunidades. Por isso, o desafio nesse processo é identificar, avaliar e ajustar eventuais desigualdades entre os colaboradores”, afirma.

Para ela, a conquista é uma forma de mostrar para o público interno, que a empresa respeita e trabalha fortemente para valorizar a igualdade de gênero. Já para o mercado e para a sociedade, Karen afirma que mesmo que haja um longo caminho a ser percorrido, na busca pela igualdade de remuneração e de oportunidades entre homens e mulheres, é possível fazer estas modificações. Atualmente, as mulheres detêm 42% de todas as funções gerenciais na Philip Morris Brasil, mas neste ano o objetivo da empresa é atingir sua meta global, que é de 45%.