• Hoje é: quinta-feira, janeiro 17, 2019

Bolsonaro assume a presidência após solenidade oficial em Brasília

Guilherme Siebeneichler
janeiro01/ 2019

 

 

O dia 1º de janeiro de 2019 foi longo para quem acompanhou o evento da posse do presidente Jair Bolsonaro (PSL). Desde cedo Brasília estava movimentada na Esplanada dos Ministérios, local que concentrou os atos oficiais de posse do novo governo eleito em outubro. O Olá Jornal acompanhou direto da Capital Federal a chegada do novo governo.
A cerimônia de posse teve início em frente à Catedral de Brasília às 14h46. O novo presidente desfilou pela Esplanada dos Ministérios no Rolls-Royce conversível da Presidência ao lado da mulher, Michelle, e do filho Carlos Bolsonaro, vereador do Rio (PSL).

Ao chegar ao parlamento, foi recebido na rampa do Legislativo pelos presidentes do Congresso, senador Eunício Oliveira (MDB-CE), e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).
Seguidos pelo vice-presidente Hamilton Mourão, os chefes do Executivo e do Legislativo caminharam pelo tapete vermelho estendido pelas dependências do parlamento até o plenário da Câmara, onde Bolsonaro jurou obedecer a Constituição e assinou o termo de posse. Na sequência, ele fez o primeiro discurso como presidente da República.

Dos gramados do parlamento, Jair Bolsonaro seguiu para o Palácio do Planalto em carro aberto ao lado da primeira-dama para receber a faixa presidencial de Temer. O agora ex-presidente da República aguardava o sucessor na companhia da mulher, Marcela Temer, na porta da entrada principal do salão nobre do Planalto.
Bolsonaro subiu a rampa do palácio acompanhado da primeira-dama, do vice-presidente e da mulher de Mourão, Paula. Na porta do Planalto, os quatro foram cumprimentados por Temer e Marcela.

Em seguida, Bolsonaro e o agora ex-presidente se dirigiram ao parlatório, onde, às 17h, Temer passou a faixa presidencial para o novo presidente sob os olhares de milhares de cidadãos que ocupavam a Praça dos Três Poderes, localizada em frente ao Palácio do Planalto.

Eles acompanharam a execução do Hino Nacional pela banda do Primeiro Regimento de Guardas e, na sequência, Temer e Marcela se despediram dos novos ocupantes do Planalto, retornando à área interna do palácio.

Antes de Bolsonaro discursar no parlatório, a primeira-dama Michelle transmitiu uma mensagem por meio da Língua Brasileira de Sinais (Libras) à população. A mulher de Bolsonaro é intérprete de Libras e atua em atividades sociais com pessoas com deficiência.

No seu discurso Bolsonaro prometeu diminuir o peso do governo no setor produtivo além de ampliar as ações de segurança. “Juntos temos como fazer o Brasil ganhar o destaque no mundo que merece. As eleições deram voz aos que estavam esquecidos. Vamos colocar em prática o plano de governo que o povo elegeu. Nossa preocupação será com a segurança das pessoas de bem. Vamos dar respaldo a todas as forças de segurança. Por muito tempo o país foi governado por interesses partidários.”

Após o ato no parlatório do Planalto, o presidente foi cumprimentado por autoridades internacionais e lideranças representativas. Bolsonaro e o vice General Mourão ainda registraram em fotografia oficial os membros do ministério.

FOTOS: Guilherme Siebeneichler/ Olá Jornal