• Hoje é: quarta-feira, janeiro 24, 2018

Aumenta o número de eleitores analfabetos em Venâncio

Guilherme Siebeneichler
junho30/ 2016

Neste ano estão aptos a votar, 54.645 eleitores de Venâncio Aires. Na última semana, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou as Estatísticas do Eleitorado. Na Capital do Chimarrão houve crescimento no número de eleitores analfabetos de um ano para outro. O percentual de aumento foi de 0,28%. Informação que também gerou dúvidas no poder público local.

Em dezembro de 2015 o município contava com 53.827 eleitores. Destes, 1.873 (3,48% do total) eram considerados analfabetos. Em maio deste ano o total de pessoas que não sabe ler ou escrever é de 2.058. Esta parcela da população corresponde a 3,76% do eleitoral local. Na microrregião – Mato Leitão, Vale Verde e Passo do Sobrado – a Capital do Chimarrão e a Cidade das Orquídeas tiveram crescimento neste percentual.

A maior parte dos venâncio-airenses aptos a votar possui ensino fundamental incompleto. Neste quesito somam-se 24.986 pessoas, ou seja, 45,7% do eleitorado local. Além disso, o público feminino é maior parcela de eleitores do município. Juntas elas somam 28.201 (51,60%), contra os 26.444 (48,39%) do sexo masculino.

MAPEAMENTO

Os dados divulgados geraram curiosidade por parte da Secretaria Municipal de Educação. O titular da pasta, Emerson Eloi Henrique cita que neste crescimento podem estar englobados diferentes possibilidades, mas que ainda não se pode afirmar ao certo o que gerou a elevação.

“Quem faz parte dessa mostra? São jovens, pessoas com necessidades especiais, que chegaram aos 16 ou 18 anos que estão fazendo título de eleitor, ou pessoas que vieram de fora do município?”, questiona Emerson.

Para o secretário, é quase impossível ter subido o número de analfabetos, já que ano após ano o Município promove projetos, como por exemplo, o EJA Intensivo no interior. “Então fiquei realmente curioso em saber que aumentou o número de analfabetos registrados”.

O último Censo do IBGE de 2010, mostrava que na época 95% das pessoas com 15 anos de idade ou mais eram alfabetizadas em Venâncio Aires. “As únicas duas explicações que nós achamos, mas ainda precisamos verificar junto ao Cartório Eleitoral, é que sejam pessoas vindas de fora ou realmente são portadores de necessidades especiais”, afirma Emerson.

A intenção é também mapear onde estão estas pessoas registradas, para que sejam criadas políticas-públicas e tenham a oportunidade de se alfabetizar. “Temos todo interesse em saber quem são para poder auxiliar”, conclui o secretário.

REGIÃO

Na vizinha Mato Leitão, o total de analfabetos que participarão do pleito municipal é de 72 pessoas, representando 2,03% dos 3.536 eleitores. Por lá também houve crescimento das pessoas que não sabem ler ou escrever. Em 2015, eram 65 pessoas neste grupo, representando 1,9% do total.

Em Vale Verde poderão votar nas eleições deste ano, 3.029 eleitores. Do total, 6,40% não sabem ler ou escrever, ou seja, 194 pessoas. No ano passado este percentual era de 7,13% (196 votantes).

Passo do Sobrado também teve diminuição dos eleitores analfabetos. Neste ano participarão do processo eleitoral 4.715 pessoas, destas, 188 não sabem ler ou escrever (3,98%).

Foto: Divulgação TSE