Assistência Social vai ampliar a entrega de cestas básicas às famílias de baixa renda

Olá Jornal
junho29/ 2020

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social de Venâncio Aires prepara nova etapa de distribuição das cestas básicas. No total serão direcionados para a ação R$ 100 mil, encaminhados pelo Governo Federal para garantir kits de alimentos para a população afetada pela pandemia do novo Coronavírus. Com a nova modalidade, os critérios para recebimento serão ampliados, garantindo também as cestas aos beneficiários de programas federais de apoio neste período.

No total foram enviados ao Município R$ 280 mil, para políticas de enfrentamento à pandemia na área social. Além da compra de alimentos, o recurso também será utilizado na modernização da rede de apoio à assistência. Conforme o secretário de Desenvolvimento Social, Mateus Deitos Rosa, (PTB), com o valor extra será ampliada a distribuição de cestas básicas também para o perímetro rural. “Queremos atender as famílias que vivem no interior e na próxima semana já teremos um cronograma de roteiros pelo interior. A ideia é agilizar a entrega de alimentos e garantir suporte aos moradores que vivem nas localidades mais afastadas da área urbana,” explica.

Em duas etapas já realizadas nos bairros do município foram entregues mais de 1,2 mil cestas básicas, entre unidades adquiridas pelo poder público e doadas por campanhas e empresas. “Nossa previsão é de alcançar mais de 300 famílias com esta nova etapa, que também garante os kits para beneficiários do auxílio emergencial, que inicialmente não estavam sendo contemplados.”

ROTEIROS
A pasta municipal vai organizar roteiros nas sedes de distritos, buscando agilizar a entrega dos materiais de alimentação. Além disso, o aproveitamento de ata de registro de preços garantirá menor tempo para a compra dos kits. As visitas das equipes volantes de assistência social serão divulgadas com antecedência para a população das localidades próximas se organizarem.

“Vamos tentar se aproximar das famílias, mas visitar cada local no interior torna o suporte inviável. Por isso vamos divulgar os roteiros e realizar os atendimentos nas sedes dos distritos, assim como outros serviços da área social,” destaca Rosa.