• Hoje é: quarta-feira, junho 19, 2019

Área cultivada de tabaco em Venâncio Aires cresceu 2,59%

Olá Jornal
fevereiro24/ 2018

O tabaco atualmente é o principal gerador de renda no campo de Venâncio Aires. Apesar de ser o segundo em área cultivada, é ele que garante recursos acima da média nacional para os pequenos produtores. Na área de cultivo, entre a safra passada e a atual houve crescimento. A produção média por hectare é de 2,3 toneladas.
A safra 2017/2018 teve 9 mil hectares de área cultivada com tabaco no município. Comparado com 2016, houve crescimento de 2,59%, quando foram plantados 8.750 hectares. As informações constam no relatório de produção do escritório venâncio-airense da Emater/Ascar. O crescimento na área, segundo o chefe da unidade local, Vicente Fin, é referente ao melhoramento de solo na região serrana. “As propriedades da área mais alta do município tiveram um melhoramento de solo, correção e o uso das coberturas. Isso tudo melhora a capacidade produtiva das áreas cultiváveis,” destaca.
A safra deste ano deve encerrar com mais de 20 mil toneladas colhidas nas propriedades de Venâncio. Se na região serrana da cidade houve acréscimo, a Emater revela que em outras regiões houve diminuição no tamanho das lavouras. “Na parte baixa do município, onde há volume na produção, tivemos muitos problemas climáticos ao longo do ano passado, em especial vendavais e granizo,” argumenta Fin.

PRODUÇÕES
Mas não é só de tabaco que a produção agrícola do município vive. A primeira cultura em área cultivada é o milho. A atual safra deve encerrar com 17 mil hectares plantados, o que deve gerar até 270 mil toneladas de produção. Destaque para o milho em grãos, que sozinho possui 14 mil hectares cultivados e 50% desta produção é utilizado para segurança alimentar, ou seja, consumo dos animais das propriedades.
A soja possui a terceira maior área cultivada no município. A atual safra deve encerrar com 3,3 mil hectares plantados, gerando até 12 mil toneladas de produção.
A produção de arroz ocupa 1.750 hectares de área. A expectativa é de encerrar a safra de 2018 com 14 mil toneladas colhidas.

DESTAQUES
Além dos campeões nas lavouras, Venâncio Aires possui destaques importantes na produção de alimentos. As hortaliças ocuparam na última safra uma área de 130 hectares. “A produção de verduras está voltando a ocupar destaque na produção agrícola de Venâncio. Atualmente temos uma média de 20 toneladas por hectare de produção,” argumenta o representante da Emater.
A mandioca fechou a safra com uma produção de 18,5 toneladas. Entretanto, mais da metade desse resultado acaba ficando nas próprias propriedades rurais para alimentação dos animais. O feijão encerrou 2017 com 260 hectares cultivados, rendendo 540 toneladas colhidas.