Agilidade nos procedimentos médicos é a principal demanda em saúde de Venâncio

Guilherme Siebeneichler
setembro08/ 2016

Nesta segunda-feira, 05, o Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (Simers) apresentou os resultados de uma pesquisa chamada “Desejos Para Saúde”, em que 146.160 gaúchos escolheram suas prioridades para a área. Para a Capital do Chimarrão, melhorias na realização de cirurgias e procedimentos hospitalares, especialidades médicas e rapidez nos exames foram pontos de destaque no levantamento.

Em Venâncio Aires dos participantes do levantamento, 21% solicitaram mais agilidade para a realização de procedimentos; 18% disponibilidade de especialistas no SUS, 15% agilidade para a realização de exames e 12% querem agilidade no atendimento da rede pública.

Ainda apareceram na lista de desejos dos venâncio-airenses; a valorização dos profissionais de saúde pública (6%); aumento dos leitos em unidade de saúde (6%); contratação de mais profissionais para o SUS (6%), aumento da frota de ambulâncias (6%), medicamentos para a população (3%) e melhor infraestrutura na saúde pública (3%).

PROPOSTAS

O estudo foi realizado entre 21 de julho e 30 de agosto por meio de um site e aplicativo para celular. A proposta objetiva encaminhar aos futuros governantes as necessidades apontadas pela população dos municípios gaúchos. Informações de 476 cidades foram coletadas. Em Venâncio a criação de centros de referência para especialidades médicas constam em quase todos os planos de governos dos candidatos a prefeito. Além disso, a fila para procedimentos cirúrgicos também tem pautado os debates entre os postulantes a cargos públicos.

ESTADO

No Rio Grande do Sul os quatro principais desejos da população foram; aumento nos leitos em unidades de saúde pública (11%); melhoria na segurança nas unidades de saúde (9%); melhor infraestrutura na saúde pública (9%) e aumento das unidades de saúde pública (7%). Ainda apareceram na listagem, medicamentos para a população; melhora no atendimento; disponibilidade de especialistas no SUS e a contratação de mais profissionais.

saúde