• Hoje é: terça-feira, outubro 16, 2018

Administração Municipal inicia trabalho de capatazias

Guilherme Siebeneichler
janeiro10/ 2017

Ocorreu na manhã desta terça-feira, 10, o inicio das atividades nas capatazias do município. O ato ocorreu na sede da capatazia de Estância Nova, que está passando por reparos na pintura e na estrutura, e o líder do local será Luiz Aldemir Niedermeyer. Para dar inicio ao trabalho, foi deslocado todo o maquinário disponível na secretaria de obras para dar início ao mini-mutirão.

O ato contou com a presença Prefeito Giovane Wickert, do Vice-Prefeito Celso Krämer,  dos Secretários Renato Golmann, Nelsoir Battisti, Joice Gasen, Arnildo Câmara, Jalila Böhm e André Kaufmann e ainda dos Vereadores Gilberto Santos, Ezequiel Stahl, Eduardo Kappel e Clécio Espindola. Tiveram ainda no local, servidores e a comunidade local, contabilizando uma média de 80 pessoas prestigiando o ato.

Golmann disse que já fez vistorias pelas estradas do interior e conhece a realidade que irá enfrentar frente à Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos (SISP). Ele promete que dará maior atenção e prestará serviço de qualidade para as demandas das estradas do interior. Renato, porém, citou a dificuldade nesse início de trabalho em decorrência das poucas máquinas a disposição para efetuar o serviço. O secretário afirma que desde outubro não foram efetuadas manutenções no maquinário e que hoje conta com apenas 20% do total em atividade para efetuar os serviços nas estradas.

Para Celso Krämer, com o déficit de contas em que o município foi assumido, a estratégia é pensar em métodos que economizem a verba dos cofres públicos. Segundo ele, logísticas serão efetuadas a fim de poupar combustível nas máquinas que irão trabalhar no interior. Kramer sugere que para evitar que os motoristas façam grandes deslocamentos para almoçar, deverão ser feitos almoços nas comunidades mais próximas, o que segundo ele por evitar esse grande deslocamento, geraria economia para o município.

Giovane fomentou o discurso de fazer mais com menos e saiu em defesa dos concursados do município. Segundo ele, o que desmotiva o funcionário é a falta de maquinas e de matéria para trabalhar e mesmo com a situação delicada em que a prefeitura foi encontrada, todos trabalham com vigor e demonstram comprometimento com o município.

CRÉDITO: AI/PMVA