Ações da Câmara do Tabaco do Rio Grande do Sul são retomadas

Olá Jornal
abril17/ 2020

A Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) do Rio Grande do Sul reativou a Câmara Setorial do Tabaco para avaliar, com entidades representativas de produtores, indústrias e órgãos de apoio ao segmento fumageiro, a situação do setor frente à pandemia do Covid-19. O secretário Covatti Filho coordenou a reunião, ocorrida na forma de videoconferência, na manhã de quarta-feira, 15 de abril, e destacou a importância do segmento no PIB do Rio Grande do Sul, responsável por 14% das exportações do agronegócio gaúcho.

O presidente da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva do Tabaco, sediada em Brasília, Romeu Schneider, destacou que a renda gerada pelos produtores de tabaco no Estado alcança R$ 2,42 bilhões por ano e R$ 5,8 bilhões no Brasil. A previsão da produção gaúcha para esta safra está estimada em 270 mil toneladas, com uma quebra de 20% em função da estiagem. Afubra e SindiTabaco também ressaltaram que, no Rio Grande do Sul, a uma estiagem vai afetar a produção com estimativa de perdas; a comercialização está apenas em 34%, pois esteve paralisada do dia 23 de março até o início de abril, retornando por todas as empresas fumageiras, mas num ritmo mais lento em função dos cuidados recomendados pela saúde pública.

As entidades representativas solicitaram que os produtores que tiveram prejuízos possam ter acesso a melhores condições de custeio e investimentos para a próxima safra. Outra demanda do setor é com relação ao combate ao contrabando e mercado ilegal de cigarros. A Seapdr se comprometeu a se articular com os órgãos de segurança no estado para reforçar ações preventivas.

Participaram da reunião o secretário Covati Filho; o coordenador da Câmara Setorial do Tabaco no Estado, Ivan Bonetti; o assessor técnico da Seapdr, Paulo Lipp; o presidente da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva do Tabaco, sediada em Brasília, e secretário da Afubra, Romeu Schneider; o vice-presidente da Afubra, Marco Antonio Dornelles; a assessora de Política Agrícola da Fetag-RS, Carla Andréia Schuh; o assessor da diretoria do SindiTabaco, Carlos Sehn; pela Farsul, Jairo Rizzo; pelo Mapa, Jairo Carbonari; e pela Famurs, Mario Ribas Nascimento.

CRÉDITO: AI Afubra