• Hoje é: quarta-feira, julho 17, 2019
Guilherme Siebeneichler
outubro22/ 2016

Com menos de duas semanas para o maior evento de saúde voltado ao controle do tabaco, a delegação brasileira se prepara para defender a cadeia produtiva. Além de representantes do setor, políticos e jornalistas irão acompanhar os debates em Nova Délhi, na Índia, entre os dias 7 e 12 de novembro. Guilherme Siebeneichler, do Olá Jornal participa da cobertura e trará informações atualizadas do país, para as plataformas digitais, veículos parceiros e a edição impressa do jornal. Ainda não há garantia que os agricultores e comunicadores irão conseguir participar das plenárias da conferência, porém, a pressão para que isso ocorra aumenta a cada dia.

COP8
Nem iniciou a 7ª Conferência das Partes da Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco, na Índia, os debates também já prevem a próxima edição. As discussões se devem aos recursos escassos para realizar o evento mundial, que envolve mais de 800 pessoas. Com 180 países participantes, a escolha da próxima sede é confirmada durante plenária entre os representantes de cada nação integrante do tratado. Os custos para a realização do evento é de aproximadamente U$$ 4 milhões. A partir desta necessidade, a organização cogita realizar a COP8 em Genebra, na Suíça. O país era cotado neste ano, porém, os representantes indianos se colocaram à disposição. O território suíço é sede da Organização Mundial da Saúde, o que reduziriam custos operacionais. Para a próxima conferência, em 2018, são trabalhados dois períodos: 28 de novembro a 1º de dezembro ou entre 1º e 6 de outubro.

Apoios
O apoio garantido pelo ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha para o setor, dá outro olhar para a cadeia produtiva e promete novo discurso do governo federal com a produção de tabaco. Em edições passadas, deputados e lideranças políticas se mobilizavam e cobravam apoio a distância. Neste ano, apesar das dúvidas sobre a participação dos produtores de tabaco nas discussões, o diálogo com o governo tem sido um facilitador. Porém, somente durante o evento global é que será possível analisar o posicionamento brasileiro e a força que o setor possui na economia e relações sociais do Brasil.

Dia do produtor
Em ano de COP a comemoração do Dia do Produtor de Tabaco, no próximo dia 28 de outubro, ganha outro destaque. Especialmente pela importância da cultura para a economia e renda de 600 mil famílias envolvidas. Um evento comemorativo a data foi realizado em Cruz das Almas, Bahia, nesta quinta-feira, 20.
A comemoração antecipada ocorreu porque representantes do setor embarcam para a Índia no final do mês com o intuito de defender a cadeia produtiva.