• Hoje é: quinta-feira, agosto 17, 2017

ERA DIGITAL
A Prefeitura de Venâncio Aires avança para cortar gastos com a publicação de editais e avisos legais. Isso porque, atualmente esse tipo de material é incluído nas páginas de jornais em âmbito local, estadual e nacional. Mas agora, esse recurso poderá ser melhor aplicado. As publicações legais serão feitas de forma digital. No site oficial da prefeitura e demais órgãos de fiscalização. Isso é gestão do recurso público e aproveitamento das infinitas possibilidades dos meios digitais. É uma forma de publicação que municípios menores que Venâncio já estão adotando. Para se ter uma ideia, até o dia 25 de maio, o poder público local desembolsou R$ 45 mil com este tipo de despesa. No ano passado a Prefeitura gastou R$ 175,3 mil em publicidade legal, segundo o Portal da Transparência. Este tipo de publicação é obrigatória para o poder público, entretanto, novas atualizações na legislação permitem evitar o gasto. Diminuir o peso do máquina pública alivia os ombros do contribuinte.

TEMER DERRETE
Os protestos do último dia 24 de maio em Brasília podem motivar outras manifestações do tipo contra o presidente Michel Temer (PMDB). Os atos de vandalismo não merecem destaque, em especial porque não podem fazer parte de uma nação democrática. Mas a situação do governo derrete cada vez mais e é questão de tempo para os partidos aliados começarem a abandonar o barco. Lembra do processo de afastamento de Dilma Rousseff? Os movimentos populares começam a ganhar mais força e cobram a saída do presidente impopular. Temer tem somente 5% de aprovação, segundo pesquisa Ibope de abril. Aliás, o presidente brasileiro aparece numa lista da versão online da revista americana “Time” como um dos cinco líderes menos populares do mundo. A revista até faz uma brincadeira dizendo que Temer, ao lado de nomes como o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, e do primeiro-ministro da Malásia, Najib Razak, deixa o presidente americano, Donald Trump “bem na fita”.

FENACHIM
O anúncio do presidente da Festa Nacional do Chimarrão (Fenachim) deve ser realizado no mês de junho. O prefeito Giovane Wickert (PSB) afirma já ter o nome definido, porém, está ajustando as equipes de trabalho da festa. A proposta da Administração Municipal é de realizar uma coletiva de imprensa para informar a diretoria do principal evento do município. O desafio do próximo presidente será grande, em virtude da baixa na economia, mercado desaquecido e dificuldades no repasse de recursos públicos. O primeiro compromisso será o de organizar a escolha das soberanas. A previsão é de realizar o evento ainda em novembro. Para diminuir custos, o governo tem defendido menos dias de programação. O chimarrão da festa vai ser bem mais amargo para garantir recursos.

TROFÉU DO EGO
Prefeito de Estrela é denunciado criminalmente por compra de prêmio. Em busca de reconhecimento, o prefeito Rafael Mallmann (PMDB), de Estrela, tirou R$ 8,4 mil dos cofres públicos do município, em 2015, para comprar um suposto prêmio de melhores gestores do Brasil. Conhecido como “Troféu Juscelino Kubitschek”, distinção foi criada pela Premium Brasil Group. A empresa também é investigada por fraudes e Rafael Mallmann foi denunciado criminalmente pelo Ministério Público, nesta quinta.